Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/17183
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_MarciaCristinaOliveiradaRocha.pdf4,5 MBAdobe PDFView/Open
Title: Modulação da expressão de fibronectina e laminina por nanopartículas de maghemita associadas ao citrato de ródio II em carcinoma mamário
Authors: Rocha, Márcia Cristina Oliveira da
Orientador(es):: Báo, Sônia Nair
Assunto:: Mamas - câncer
Nanotecnologia
Imuno-histoquímica
Câncer - tratamento
Nanopartículas
Issue Date: 2-Dec-2014
Citation: ROCHA, Márcia Cristina Oliveira da. Modulação da expressão de fibronectina e laminina por nanopartículas de maghemita associadas ao citrato de ródio II em carcinoma mamário. 2014. xviii, 91 f., il. Dissertação (Mestrado em Nanociências e Nanobiotecnologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O câncer de mama é o principal fator de morte nos países desenvolvidos e está em segundo lugar nos países em desenvolvimento, sendo o mais comum entre as mulheres. Com o aumento da incidência do câncer de mama e suas limitações terapêuticas, faz-se necessário uma busca por alternativas. Assim, a nanobiotecnologia está a progredir rapidamente, de modo a contribuir na resolução das limitações observadas na terapia convencional. O citrato de ródio II [Rh2(H2cit)4], um composto metálico, descrito como um análogo a cisplatina pertencente à família dos carboxilatos de ródio, apresentou atividade antitumoral em carcinoma ascítico de Ehrlich, entretanto possui sua atividade limitada devido à sua toxicidade. Portanto, a associação do citrato de ródio (II) a nanopartículas magnéticas [Magh-Rh2(H2cit)4], representa uma estratégia terapêutica que pode reduzir a toxicidade do citrato de ródio e, assim, melhorar sua ação terapêutica. Um dos fatores relacionados à progressão desta doença relaciona-se ao processo de degradação da matriz extracelular. Células tumorais tem a habilidade de obter as condições necessárias para crescer e sobreviver, promovendo processos de degradação de proteínas da matriz extracelular, como a laminina e fibronectina. O objetivo deste trabalho foi verificar se os tratamentos com Rh2(H2cit)4, Magh-Cit e Magh-Rh2(H2cit)4possuem alguma influência na modulação da expressão das proteínas laminina e fibronectina. Foram injetadas células da linhagem de carcinoma mamário 4T1 para o estabelecimento do tumor na mama de camundongos BALB/c fêmeas. Após 14 dias, os animais foram tratados com Rh2(H2cit)4 livre (8 mg/kg), Magh-Rh2(H2cit)4 (8 mg/kg de citrato de ródio e 216 mg/kg de ferro) e nanopartículas de maghemita (Magh-Cit) (216 mg/kg de ferro), por administração intratumoral. Os tratamentos foram realizados a cada dois dias, totalizando cinco aplicações. Os pesos dos animais não foram alterados com os tratamentos. Nos parâmetros bioquímicos houve uma redução significativa de transaminase pirúvica nos animais controle com tumor e tratados com Magh-Rh2(H2cit)4. Nos parâmetros hematológicos foi observada uma redução do volume plaquetário médio nos animais tratados com Magh-Cit e Magh-Rh2(H2cit)4 e um aumento significativo na contagem de leucócitos nos tratamentos com Magh-Cit e Rh2(H2cit)4. Não foram observadas diferenças significativas no volume e peso do tumor. Quanto à genotoxicidade, foi observado um aumento significativo da fragmentação do DNA e um aumento na proporção de células que se encontravam na fase G1 dos animais com tumor que não receberam tratamento. A expressão das proteínas laminina e fibronectina, foi analisada por imunohistoquímica e não foram observadas diferenças significativas entre os grupos. Os genes codificantes de laminina e fibronectina analisados por RTq-PCR, não apresentaram amplificação, possivelmente por ter uma baixa quantidade de transcritos, portanto, não sendo possível sua detecção. Os tratamentos não produziram uma redução significativa no tumor. Acredita-se que com o ajuste adequado da dose, essas composições podem apresentar um potencial terapêutico para o câncer de mama. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Breast cancer is the leading factor of death in developed countries and is on the second place in developing countries, and the most common among women. To the increased incidence of breast cancer and its therapeutic limitations it is necessary a search for alternatives. Thus, nanobiotechnology is progressing rapidly in order to solve these limitations of conventional therapy. The rhodium (II) citrate [Rh2(H2cit)4], a metal compound, described as a cisplatin analogue belonging to the family of the carboxylates of rhodium showed antitumor activity in Ehrlich ascites breast carcinoma, however, it has limited activity due to its toxicity. Therefore, the association of rhodium (II) citrate with magnetic nanoparticles [Magh-Rh2(H2cit)4] could represent a therapeutic strategy that can reduce the toxicity of rhodium citrate and improve a therapeutic action. One of the factors related to the progression of this disease is the process of extracellular matrix degradation. Tumor cells have the ability to obtain the necessary conditions for growth and survival, promoting the degradation processes of extracellular matrix proteins, such as laminin and fibronectin. The objective of this study was to determine if the treatments with, Rh2(H2cit)4, Magh-Cit and Magh-Rh2(H2cit)4 have some influence in modulating the expression of laminin and fibronectin proteins. 4T1 mammary carcinoma cells were used for establishing the tumor breast in BALB/c mice. After 14 days, animals were treated with free rhodium (II) citrate, rhodium (II) citrate loaded maghemite nanoparticles and maghemita nanoparticles by intratumoral administration. Treatments were carried out every two days, a total of five applications. The animal weights were not changed with the treatments. Biochemical parameters had a significant reduction of pyruvic transaminase in control animals with tumor and treated with Magh-Rh2(H2cit)4. Hematological parameters has a reduction in mean platelet volume in animals treated with Magh-Cit and Magh-Rh2(H2cit)4 and a significant increase in leukocytes count in the treatments with Magh-Cit and Rh2(H2cit)4 was observed. No significant differences in the volume and weight of tumors were observed. About genotoxicity, there were a significant increase in DNA fragmentation and an increase in the proportion of cells that were in the G1 phase of the non-treated animals. The expression of laminin and fibronectin proteins was analyzed by immunohistochemistry and no significant differences were observed between groups. The laminin and fibronectin genes, analyzed by RTq-PCR, showed no amplification, possibly by having low amount of these transcripts, so it was not possible to detect. The treatment did not produce a significant reduction in the tumor. It is believed that with appropriate dose adjustment, these compositions may have a therapeutic potential for breast cancer.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Nanociência e Nanobiotecnologia, 2014.
Licença:: A concessão da licença desta coleção refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IB - Mestrado em Nanociência e Nanobiotecnologia

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17183/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.