Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/17061
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_StefanieEugeniadosAnjosCamposCoelho.pdf1,43 MBAdobe PDFView/Open
Title: Consumo de alimentos regionais e situação de (in) segurança alimentar e nutricional entre adolescentes brasileiros
Authors: Coelho, Stefanie Eugênia dos Anjos Campos
Orientador(es):: Gubert, Muriel Bauermann
Assunto:: Adolescentes - nutrição
Segurança alimentar e nutricional
Alimentos - consumo
Issue Date: 26-Nov-2014
Citation: COELHO, Stefanie Eugênia dos Anjos Campos. Consumo de alimentos regionais e situação de (in) segurança alimentar e nutricional entre adolescentes brasileiros. 2014. xi, 81 f., il. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: O conceito de Segurança Alimentar e Nutricional apresentado na LOSAN traz suas várias dimensões que vai desde a realização do direito a alimentação adequada com acesso contínuo, passa pelo conceito de alimentação saudável definido pelo Guia Alimentar para a população Brasileira e abrange também o respeito a diversidade cultural local e a sustentabilidade. Como o conhecimento da identidade cultural da população é relevante para a compreensão do aspecto sociocultural da SAN o estudo objetivou investigar a situação de segurança alimentar domiciliar entre adolescentes brasileiros e a sua associação com o consumo de alimentos regionais (frutas, hortaliças e preparações). Este estudo tem dados provenientes da pesquisa “Mapeamento da cultura alimentar da população adolescente nas capitais brasileiras e Distrito Federal”, de caráter transversal, realizada com 15.084 adolescentes, estudantes de 9º ano das 26 capitais brasileiras e Distrito Federal entre os anos de 2011/12. Foram analisados dados de 14.690 estudantes, casos válidos com todas as respostas para os itens da escala. Para alcance do objetivo do trabalho primeiramente foi feita a tradução, adaptação e validação da Escala Curta de Insegurança Alimentar, instrumento contendo seis itens. Foi verificada a associação entre IA e as variáveis: sexo, tipo de escola e escolaridade materna, pelo teste qui-quadrado, para verificar o comportamento da escala e foi calculado o coeficiente de alfa de Cronbach para verificar a consistência interna entre as respostas aos itens. O modelo de Rasch foi utilizado para avaliar a validade interna do instrumento e análise fatorial para verificar unidimensionalidade. O comportamento da escala, observado pelo modelo de Rasch, foi melhor sem o item cinco, apresentando valores ótimos de INFIT e nível de severidade crescente entre os itens. O α de Cronbach foi 0,77. As análises DIF mostraram comportamento dos itens semelhante entre os subgrupos avaliados. A análise fatorial confirmou a unidimensionalidade do instrumento. A escala curta de insegurança alimentar é válida e confiável para mensurar insegurança alimentar domiciliar entre adolescentes brasileiros. Após a validação da escala, a relação entre o consumo de alimentos regionais e a situação de segurança alimentar e nutricional nos domicílios dos adolescentes foi analisada mediante testes de associação, gerando razões de prevalência do consumo de alimentos e preparações regionais segundo situação de SAN. As associações foram feitas pelo teste Qui-quadrado e foi calculada a razão de prevalência entre domicílios seguros e inseguros; e seguros e inseguros graves. Predominou o sexo feminino (55,7%) e alunos de escolas públicas (78,2%), com média de idade de 14,4 anos. Apenas 3,1% das mães eram analfabetas. A segurança alimentar foi mais prevalente nos domicílios com estudantes do sexo feminino, que estudavam em escolas privadas, com mães com ensino superior e residentes na região Sudeste. O consumo de hortaliças e frutas foi maior entre adolescente com domicílios em IA e IAG do que entre os seguros para todas as regiões geográficas. Grande parte das preparações regionais é mais consumida por adolescentes cujo domicílio foi classificado como seguro. Observou-se a IA associada ao maior consumo de alimentos marcadores de dieta saudável, como frutas e hortaliças regionais. A produção e consumo de alimentos regionais deve ser estimulada e valorizada como forma de promoção da alimentação saudável e de garantia da segurança alimentar e nutricional. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The concept of Food Security and Nutrition presented at LOSAN brings its various dimensions ranging from the realization of the right to adequate food with continuous access, through the concept of healthy eating defined by the Food Guide for the Brazilian population and also includes respect for cultural diversity and sustainability. The knowledge of the cultural identity of the population is relevant to understanding the sociocultural aspect of the SAN study aimed to investigate the status of household food security among Brazilian adolescents and the association with the consumption of regional foods (fruits, vegetables, preparations). This study has data from the research “Mapeamento da cultura alimentar da população adolescente nas capitais brasileiras e Distrito Federal”, a cross-sectional study, conducted with 15,084 adolescents, students from 9th year of the 26 capitals of the Brazilian states and the Distrito Federal in the years 2011/12. Data from 14,690 students, cases with all responses to the scale items, were analyzed.Firstly the translation, adaptation and validation of the Short Scale Food Insecurity, instrument containing six items, was taken to reach the objective of the study. The association between IA and the variables gender, type of school and maternal education, was made through the chi-square test to check the behavior of the scale and the Cronbach alpha coefficient was calculated to determine the internal consistency among responses to items. Rasch analysis was used to assess the internal validity of the instrument and factor analysis to verify unidimensionality. The psychometric behavior of the scale, assessed with the Rasch model, was better without item demonstrating more optimal INFIT statistics and the expected increased level of severity among the items. Cronbach’s α was 0.767. The DIF analyzes showed a similar behavior of items among subgroups evaluated. Factor analysis confirmed the unidimensionality of the scale. The short scale food security is valid and reliable to measure household food insecurity among Brazilian adolescents. After validation of the scale, the relationship between the consumption of regional foods and adolescents households food security was analyzed by association tests, generating prevalence rates of regional food consumption according to the situation of SAN. Associations were made by chi-square test and the prevalence ratio was calculated between households in SA and IA; and households in SA and IAG. Females predominated (55.7%) and students from public schools (78.2%), with a mean age of 14.4 years. Only 3.1% of mothers were illiterate. Food security was more prevalent in households with female students, who were studying in private schools, with mothers with higher education and living in the Southeast. The consumption of fruits and vegetables was higher among adolescents with IA and IAG than among those with security for all geographical regions. Large part of the regional preparations is more consumed by adolescents with food and nutritional security. Observed the IA associated with greater consumption of food markers healthy diet, as regional fruits and vegetables. The production and consumption of regional foods should be encouraged and valued as a way of promoting healthy eating and guarantee food and nutritional security.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição Humana, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:NUT - Mestrado em Nutrição Humana (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/17061/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.