Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/15747
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_BrunoVieiraMacedo.pdf4,11 MBAdobe PDFView/Open
Title: O Great Game tecnológico das multinacionais chinesas de TELECOM e seus impactos sobre o Brasil
Authors: Macedo, Bruno Vieira de
Orientador(es):: Bécard, Danielly Silva Ramos
Assunto:: China
Brasil
Telecomunicações
Empresas multinacionais
Padrões tecnológicos
Economias com efeitos de rede
Issue Date: 3-Jun-2014
Citation: MACEDO, Bruno Vieira de. O Great Game tecnológico das multinacionais chinesas de TELECOM e seus impactos sobre o Brasil. 2014. xii, 224 f., il. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
Abstract: Em 2008, o economista argentino Sérgio Marcelo Cesarin, escrevendo a respeito dos vetores de construção de poder que têm permitido à China se tornar potência, ressaltou o papel das multinacionais chinesas nesse processo. Cesarin identificou estratégia de atuação segundo a qual essas empresas estariam incorporando às suas estruturas produtivas o máximo em termos de tecnologia de ponta, com o objetivo de construir poder econômico e estabelecer padrões tecnológicos diferentes daqueles vigentes em âmbito internacional, especialmente no setor de telecomunicações, com vistas a criar novas relações de dependência, agora para com a China, que rebaixassem a posição de países mais desenvolvidos, como Estados Unidos, Europa e Japão. Tendo o argumento de Cesarin como pano de fundo, o objetivo da pesquisa foi analisar a relação entre a presença de multinacionais chinesas de Telecom (Huawei e ZTE) no Brasil e os crescentes déficits que o país registra com a China na balança comercial de equipamentos desse setor. Buscou-se averiguar como a atuação dessas multinacionais no Brasil contribuiu para a formação de uma relação de interdependência assimétrica entre os dois países, em favor da China, e testar a hipótese de que tais empresas estariam agindo para promover padrões tecnológicos novos no Brasil capazes de gerar dependência tecnológica com impactos na balança comercial bilateral. A pesquisa, realizada, essencialmente, com base em livros, textos, artigos e entrevistas obtidos na internet, encontrou indícios de que o padrão TD-LTE, promovido por multinacionais chinesas, está, de fato, redistribuindo poder e rebaixando a posição relativa de tradicionais potências econômicas frente à China no cenário mundial. Quanto à atuação no Brasil, apenas a Huawei articulou-se para promover novo padrão tecnológico: o LTE 450 MHz. Entretanto, ainda não é possível, ao final de 2013, calcular o impacto causado por esse padrão na economia e na indústria brasileiras. Até o momento, o impacto comercial gerado pelas multinacionais chinesas no Brasil segue o perfil de outras multinacionais que atuam no país, e é provocado, principalmente, pela importação de dois tipos de produtos: partes e peças para a montagem de aparelhos comercializados no mercado doméstico; e equipamentos que operam segundo padrões tradicionais e que visam a atender às demandas de investimentos em infraestrutura realizados por operadoras de Telecom. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
In 2008, the Argentine economist Sergio Marcelo Cesarin wrote about power-building vectors that have allowed China to become a super-power and highlighted the role of Chinese multinationals in this process. Cesarin identified a strategy of action whereby these companies would be integrating to their productive structures as much of cutting edge technology as possible, with the goal of building economic power and establishing technological standards different from those prevailing in the international scene, especially in the telecommunications sector. Such standards should establish new dependent relationships among other countries towards China, aiming at demoting developed countries like the United States, Europe and Japan in international affairs. With the Cesarin’s argument as a backdrop, the objective of the research was to analyze the relationship between the presence of Chinese Telecom multinationals (Huawei and ZTE) in Brazil and the increasing deficits recorded by the later in its trade balance of Telecom equipment with China. The research sought to determine how the performance of these multinationals in Brazil contributed to the constitution of an asymmetrical interdependence relationship between the two countries that favors China. In addition, the research sought to test the hypothesis that such companies would be acting to promote new technological standards in Brazil capable of rendering this country technologically dependent on China and subject to trade imbalances. The survey, conducted essentially based on books, texts, articles and interviews obtained on the internet, found evidence that the TD-LTE standard, promoted by Chinese multinationals, is in fact redistributing power and lowering the relative position of traditional economic powers in comparison to China in the world scene. With regards to the behavior of these companies in Brazil, only Huawei has established conexions in order to promote a new technological standard: the LTE 450 MHz. Notwithstanding, it is not yet possible, at the end of the year 2013, to calculate the impact of this standard on the Brazilian economy and the industry. So far, the trade impact caused by Chinese multinationals in Brazil follows the same profile of other multinationals operating in the country and is generated mainly by imports of two kinds of products: parts and components for the assembly of appliances to be sold in the domestic market; and equipment that operate according to traditional standards to fulfill investment demands on infrastructure made by telecom operators.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2014.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:IREL - Mestrado em Relações Internacionais (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/15747/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.