Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1536
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Geraldo_Martins_T_Jr.pdf478,66 kBAdobe PDFView/Open
Title: Dramaturgia e cotidianidade : uma análise de molduras
Authors: Teixeira Júnior, Geraldo Martins
Orientador(es):: Iasbeck, Luis Carlos
Mota, Marcus Santos
Assunto:: Dramaturgia
Análise de molduras
Issue Date: 2003
Citation: TEIXEIRA JÚNIOR, Geraldo Martins. Dramaturgia e cotidianidade : uma análise de molduras. 2003. 132 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação)-Universidade de Brasília, Brasília, 2003.
Abstract: Esta dissertação visa propor fundamentos para uma dramaturgia do cotidiano por meio da articulação teórica e conceituai de Erving Goffman, Hans-Georg Gadamer, Wolfgang Iser e Bertold Brecht. O desenvolvimento da pesquisa passa, por um lado, pela superação das dicotomias ficção realidade, subjetivo-objetivo, relativas ao naturalismo e ao subjetivismo estético. Por outro, visa compreender o cotidiano não em sua banalidade e repetição estereotipada, mas enquanto campo de experiência estética. A observação do cotidiano, atenta às suas demandas, fluxos, construções e transformações, pode ir além da moldura do cotidiano, considerada por Goffman como a armadilha de análise na análise de molduras. Reconhecer o potencial dramático do cotidiano é construir no palco a sua indeterminação e despragmatização, o que implica envolver a produtividade imaginária do espectador na construção de uma outra realidade. Esta estratégia reconhece à arte seu local de produção, o mundo em que se insere e do qual veio, e transmuta o material observado ao integrá-lo ao processo que dá origem à carpintaria do espetáculo, em sua forma autônoma de organização. A proposta passa pela compreensão das molduras em suas múltiplas camadas, encadeamentos, dinâmicas de transformação e configuração das situações comuns em sequências de eventos (Goffman), procedimento que, no palco, se amplia. Gadamer vai falar, por sua vez, da transformação do jogo em modo de ser da obra de arte, tornando-se configuração, que faz com que a obra de arte tenha uma natureza própria, perdendo todo e qualquer padrão secreto de semelhança com o mundo (Gadamer). Para que um distanciamento (Brecht) se dê de forma a garantir a autonomia da obra dramática, é necessário que não haja uma diferenciação estética (Gadamer) da arte com a experiência do mundo, de onde vem seu material de trabalho, seu público e a sua ocasião de apresentação. Uma dramaturgia do cotidiano implica, então, que a experiência do espectador seja alargada, em seu envolvimento e compreensão do que ocorre. A obra está no mundo e dele não se ausenta: temporalmente, cotidianamente, historicamente. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This dissertation aims at proposing grounds for an eveiyday dramaturgy according to the theoretical and conceptual articulation of Erving Goffinan, Hans-Georg Gadamer. Wolfgang Iser and Bertold Brecht. The development of the research deals, on the one hand, with overcoming the dichotomies in fiction/reality, subjectivity/objectivity related to naturalism and aesthetic subjectivism. On the other hand, it aims at understanding everyday activity, not in its banality and stereotyped repetition, but as a field of aesthetic experience. When observing eveiyday life, if we are attentive to its demands, floods, constructions and transformations, we can go beyond the frame of everyday activity which is seen by Goffinan as the trap of analysis in the analysis of frames. Recognizing the dramatic potential of everyday life is to construct its indetennination and depragmaticality on the stage and this implies involving lhe audience's capacity of imagination in the construction of another reality. This strategy recognizes in art its local of production, the world where it is set in and where it came from. This strategy transmutes whatever is observed when integrating it to the process that originates the carpentry of the performance as an autonomous form of organization. The proposal goes through the comprehension of the frames in their multiple layers, chains, forms of transformation and configuration of ordinary situations in sequences of events (Goffman), a proceeding that is amplified on the stage. Gadamer, on his turn, refers to the transformation of the game as the way of being of a work of art. Once it is transfiguration, the work of art has its proper nature, losing any secret standard of resemblance with the world (Gadamer). In order the Verfremdungseffekte (Brecht) occur to guarantee the autonomy of the dramatic work, there should not be any aesthetic differentiation (Gadamer) of art with the experience of the world where its work material, its audience and its occasion of presentation come from. Therefore, everyday dramaturgy implies that the audience's experience be expanded in its involvement and comprehension of what is occurring. The work of art is in the world and does not go away from it: in terms of time, everyday life, and history.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, 2003.
Appears in Collections:FAC - Mestrado em Comunicação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1536/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons