Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/15326
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_PolyanaAraujoAssis.pdf6,13 MBAdobe PDFView/Open
Title: Atividade antifúngica de extratos depositados no banco de extratos de plantas do Bioma Cerrado e de substâncis isoladas de Matayba Guianensis
Authors: Assis, Polyana Araújo de
Orientador(es):: Espindola, Laila Salmen
Assunto:: Cerrados
Fungos
Leveduras
Plantas medicinais
Issue Date: 17-Mar-2014
Citation: ASSIS, Polyana Araújo de. Atividade antifúngica de extratos depositados no banco de extratos de plantas do Bioma Cerrado e de substâncis isoladas de Matayba Guianensis. 2013. 168 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: As infecções fúngicas são responsáveis por grandes agravos à saúde humana e acometem principalmente pessoas imunocomprometidas. Mundialmente, tem-se observado o aumento na incidência das infecções fúngicas e de cepas resistentes aos agentes antifúngicos utilizados na terapia. Diante desse panorama, faz-se necessária a busca por novos recursos terapêuticos. Uma importante fonte de novas susbtâncias são os metabólitos secundários vegetais. Desse modo, este trabalho avaliou a atividade antifúngica de 183 extratos vegetais pertencentes ao Banco de Extratos do Bioma Cerrado do Laboratório de Farmacognosia da Universidade de Brasília. A concentração inibitória mínima (CIM) em leveduras e fungos filamentosos foi determinada utilizando as técnicas de microdiluição descritas nos protocolos do Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). Todas as espécies estudadas apresentaram em pelo menos um dos seus extratos forte atividade antifúngica (CIM ≤ 125 µg/mL). O extrato etanólico da casca da raiz de Matayba guianensis foi selecionado para o estudo fitoquímico considerando a atividade antifúngica, a quantidade disponível no Banco e os resultados das revisões bibliográficas. Foram isoladas as substâncias inéditas, denominadas matayosídeo E (1) e matayosídeo F (2), e as substâncias conhecidas cupaniosídeo (3) e estigmasterol (4). A atividade das substâncias 1, 2 e 3 foi avaliada em Candida parapsilosis ATCC 22019 e em células mononucleadas de sangue periférico humano. Os matayosídeos E e F apresentaram atividade antifúngica e ausência de citotoxicidade. Os resultados encontrados reforçam a importância dos estudos com plantas do bioma Cerrado. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The fungal infections are responsible for major human health problems and affect mainly immunocompromised persons. Worldwide, it has been observed an increased incidence of infections and fungal strains resistant to antifungal agents used in therapy. Against this background, it is necessary to research new therapeutic resources. An important source of new compounds are plant secondary metabolites. Thus, this study evaluated the antifungal activity of 183 plant extracts belonging to the Bank of extracts from the Cerrado biome of the Laboratory of Pharmacognosy, University of Brasília. The minimum inhibitory concentration (MIC) in yeast and filamentous fungi was determined using the microdilution techniques described in the protocols of Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). All species showed at least one of its extracts strong antifungal activity (MIC ≤ 125 mg/mL). The ethanol extract of the root bark of Matayba guianensis was selected for phytochemical study considering the antifungal activity, the amount available in the Bank and the results of literature reviews. The new compounds have been isolated and named matayoside (1) and matayoside F (2), and the compounds already known, cupanioside (3) and stigmasterol (4). The activity of compounds 1, 2 and 3 was evaluated in Candida parapsilosis ATCC 22019 and mononuclear cells of human peripheral blood. The matayoside E and F showed antifungal activity and no cytotoxicity. The results reinforce the importance of studies with plants of the Cerrado biome.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/15326/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.