Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/14427
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_SilneySchartenSoares.pdf1,12 MBAdobe PDFView/Open
Title: Trabalho sobre o que se deteriorou : explorações sobre a possibilidade de uma teoria da comunicação pós-semiológica
Authors: Soares, Silnei Scharten
Orientador(es):: Duarte, Pedro David Russi
Assunto:: Comunicação
Semiótica
Estruturalismo
Teoria da informação
Issue Date: 29-Oct-2013
Citation: SOARES, Silnei Scharten. Trabalho sobre o que se deteriorou: explorações sobre a possibilidade de uma teoria da comunicação pós-semiológica. 2013. 240 f. Tese (Doutorado em Comunicação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: O objetivo deste trabalho é investigar os limites da teorização sobre a comunicação elaborada no âmbito da semiologia. Na primeira parte, relaciono a constituição do campo da comunicação ao desenvolvimento do estruturalismo, no contexto do qual a semiologia se desenvolveu. Nesta parte, sugiro que a reflexão estruturalista, ao desembocar no pós- estruturalismo, fornece argumentos para a disseminação do ceticismo no campo da comunicação. Na segunda parte, analiso a teoria da comunicação desenvolvida por Roman Jakobson com a intenção de localizar aí aqueles elementos que iriam fundamentar, mais tarde, o discurso cético sobre a comunicação. Concluo que as premissas da epistemologia estruturalista - o fechamento do sistema, a exclusão do real, a adoção do modelo da teoria da informação - associadas à crítica da cultura, herdada pela semiologia da literatura modernista, acabam, paradoxalmente, por provocar a expulsão da comunicação da reflexão semiológica. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The aim of this study is investigate the limits of theorizing about communication within the context of semiology. In the first part, I relate the constitution of the field of communication to the development of structuralism, in the context of which the semiology arose. In this part, I suggest that the structuralist reflection, culminating in post-structuralism, provides arguments for the spread of skepticism in the communication field. In the second part, I analyze the communication theory developed by Roman Jakobson with the intention of locating there those elements which would justify the skeptical discourse about communication. I conclude that the assumptions of structuralist epistemology - the closure of system, the exclusion of real, the adoption of the model of information theory – associated with the critique of culture, inherited by semiology from modernist literature, end up, paradoxically, by causing the expulsion of communication from the semiologic meditation.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:FAC - Doutorado em Comunicação (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/14427/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.