Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1437
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAPITULO_NovoPapelTecnologiasDigitaisComunicacaoCientifica.pdf2,61 MBAdobe PDFView/Open
Title: O novo papel das tecnologias digitais na comunicação científica
Authors: Costa, Sely Maria de Souza
Assunto:: Ciência da informação
Comunicação científica
Tecnologia da informação
Issue Date: 2005
Citation: COSTA, S. M. S. O novo papel das tecnologias digitais na comunicação científica. In: UFBA; IBICT. (Org.). Bibliotecas Digitais. Salvador, BA ; Brasília, DF: UFBA; IBICT, 2005, v. 1, p. 165-183.
Abstract: A comunicação científica constitui um dos tópicos que têm sido muito explorados e discutidos na ciência da informação, ao longo das últimas quatro décadas. Por esse motivo, tem contribuído de forma significativa para a construção de conhecimento na área. Conseqüentemente, são vários os modelos teóricos, as abordagens e os contextos encontrados na literatura para seu estudo. Isso, por sua vez, reflete uma variedade de aspectos por meio dos quais o processo de comunicação entre pesquisadores tem sido estudado. A partir principalmente da década de 90, estudos sobre os impactos que a introdução de tecnologias da informação no ambiente acadêmico provoca na comunicação científica vêm contribuindo para o enriquecimento do debate a respeito das questões pertinentes ao tópico e que são, por conseguinte, relevantes para estudo. Mais recentemente, observa-se um debate caloroso na literatura a respeito de como a comunicação entre pesquisadores tem refletido as mudanças provocadas pela introdução das tecnologias da informação no meio acadêmico. Uma dessas mudanças diz respeito às interações no seio das comunidades científicas, assim denominadas de forma genérica, visto que podem ser definidas em diferentes níveis. É importante destacar, por exemplo, que, em um nível mais abrangente, o conceito de comunidade científica inclui os pesquisadores, os bibliotecários, os provedores de acesso à Internet, os centros de computação, editores, agências de fomento etc. É nesse nível de abrangência, portanto, que se considera a questão das tecnologias digitais e os modelos de comunicação científica resultantes do seu uso, por pesquisadores acadêmicos, para comunicação de suas pesquisas. Desse modo, o capítulo aborda cinco questões consideradas essenciais para a discussão do tema e apresenta um panorama sucinto sobre o que pensam alguns autores que as têm debatido na literatura recente. Primeiro, discute a questão da comunicação científica nos dias atuais, apresentando um modelo híbrido que ilustra o processo de comunicação científica em função da coexistência do meio impresso e do meio eletrônico para comunicação da pesquisa. Segundo, comenta alternativas que estão disponíveis aos pesquisadores para acesso à informação em termos de serviços baseados no meio eletrônico. Terceiro, discorre sucintamente sobre como o acesso aberto tem influenciado a discussão a respeito da acessibilidade da informação científica no seio das comunidades científicas, mais especificamente no que concerne às agências de fomento, às universidades e aos editores. Quarto, argumenta como uma espécie de "filosofia aberta" tem influenciado a comunicação científica hoje. Finalmente, apresenta resultados de pesquisa que mostra quais reflexos podem ser observados no Brasil, especialmente no que diz respeito às iniciativas com arquivos abertos no país.
metadata.dc.description2: O presente capítulo compõe o livro "Bibliotecas Digitais" organizado pela Universidade Fedaral da Bahia (UFBA) e pelo Insituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT).
Appears in Collections:FCI - Livros e capítulos de livros

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1437/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.