Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/13651
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_MacLeonardodaSilvaSouto.pdf2,45 MBAdobe PDFView/Open
Title: Desenvolvimento inicial de 15 espécies florestais nativas, plantadas ao final do período chuvoso, em uma área degradada por extração e compactação de solo no Distrito Federal
Authors: Souto, Mac Leonardo da Silva
Orientador(es):: Martins, Ildeu Soares
Assunto:: Plantio direto
Solos - degradação
Diversidade biológica
Issue Date: 23-Jul-2013
Citation: SOUTO, Mac Leonardo da Silva. Desenvolvimento inicial de 15 espécies florestais nativas, plantadas ao final do período chuvoso, em uma área degradada por extração e compactação de solo no Distrito Federal. 2013. xiii, 102 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.
Abstract: No Bioma Cerrado, onde a estacionalidade climática é um fator preponderante no estabelecimento e desenvolvimento de espécies, em que fitofisionomias florestais e savânicas se alternam em função de gradientes de umidade e fertilidade, estudos demonstram que uma combinação entre espécies de diferentes fitofisionomias deste bioma pode facilitar a recuperação de ambientes degradados do Bioma Cerrado e contribuir para a manutenção do mosaico vegetacional original. Este trabalho buscou dar base ao conhecimento sobre o desenvolvimento inicial de espécies nativas do Bioma Cerrado em áreas degradadas por mineração. Foram monitoradas 15 espécies lenhosas, com 15 repetições para cada espécie, de três fitofisionomias do Bioma Cerrado (Mata Seca (MS), Cerrado sentido restrito (CE) e Mata de Galeria (MG)) em um período de 72 meses (março de 2007 a fevereiro 2013), em um plantio de recuperação realizado em área de CE, degradada por extração e compactação de solo, na Fazenda Água Limpa - UnB, Distrito Federal. Para análise dos dados, foram mensuradas as variáveis (altura, diâmetro e número de indivíduos vivos) das espécies plantadas na área. Aos 72 meses a taxa de sobrevivência total para o plantio foi de 55%, sendo que o grupo MS (76%) foi, entre o três, o que apresentou maior taxa de sobrevivência, seguido por MG (71%) e CE (39%), este com menor taxa de sobrevivência. A ANOVA apresentou interações significativas entre fitofisionomias versus espécies para as variáveis altura e diâmetro. Nas análises realizadas com a mediana, o teste do Qui-quadrado não apresentou diferença significativa entre os grupos de espécies com origem nas fitofisionomias MS e MG, mas estes diferiram significativamente do grupo CE na comparação entre CE e MS e na comparação entre CE e MG. O incremento mediano em altura e diâmetro para o plantio foram respectivamente 55,00 cm (com altura máxima de 210 cm para a espécie Acacia polyphylla e mínimo de 12 cm para Eriotheca pubescens) e 11,7 mm (com máximo de 47 mm em diâmetro para a espécie Acacia polyphylla e mínimo de 7,47 mm para Copaifera langsdorffii). A diferença foi verificada pelo teste de mediana por duas amostras, sendo que para o incremento total em altura houve diferença significativa entre as fitofisionomias MS e CE e entre MG e CE. Entre as fitofisionomias MS e MG, a diferença não foi significativa. Por avaliação de desempenho das 15 espécies, 60% dessas estão distribuídas entre recomendável e muito recomendável em práticas de recuperação de áreas degradadas por mineração em área de CE. O lento crescimento das espécies de CE comparada às espécies de fitofisionomias florestais está relacionado ao investimento inicial em biomassa subterrânea por essas espécies, sugerindo o uso de uma composição de espécies de diferentes fitofisionomias para facilitar a recuperação de uma área degradada. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
In the Cerrado Biome, where the climatic seasonality is a major factor in the establishment and development of species where forest and savanna vegetation types are alternated according to gradients of moisture and fertility, studies show that a combination of different species of this biome vegetation types can facilitate recovery of degraded environments in Cerrado and contribute to the maintenance of the original vegetation mosaic. This study aimed to provide basic knowledge on the initial development of native species from the Cerrado biome in areas degraded by mining. We monitored 15 woody species, with 15 repetitions for each species, three phytophysiognomies of the Cerrado Biome (Mata Seca (MS), Cerrado sensu stricto (CE) and Mata de Galeria (MG) for a period of 72 months (March 2007 to February 2013), in a plantation of recovery carried out on a CE, degraded by extraction and soil compaction, at the Fazenda Água Limpa - UNB, Distrito Federal. For data analysis, the variables were measured (height, diameter and number of living individuals) of species planted in the area. After 72 months overall survival rate for planting was 55%, with the MS group (76%) which among the three, had the highest survival rate, followed by MG (71%) and EC (39 %), this one had the lowest survival rate. The ANOVA showed significant interactions between phytophysiognomies versus species for the variables height and diameter. In the analyzes with the median, the chi-squared test showed no significant difference between groups of species originating in phytophysiognomies MS and MG, but they differ significantly in the CE group in comparison between CE and MS and in comparison between CE and MG. The median increase in height and diameter for planting were respectively 55.00 cm (with a maximum height of 210 cm for the species Acacia polyphylla and minimum 12 cm for Eriotheca pubescens) and 11.7 mm (with a maximum of 47 mm in diameter for the species Acacia polyphyllaand minimum 7.47 mm for Copaifera langsdorffii). The difference was verified by the median test for two samples, and for the total increase in height was no significant difference among the three strata MS and CE and between CE and MG. Among the vegetation types MS and MG, the difference was not significant. To evaluate the performance of the 15 species, 60% of these are distributed between recommended and highly recommended practices in recuperation of mining area CE. The slow growth compared in CE species to species of vegetation in forestry is related to the initial investment in biomass underground by these species, suggesting the use of a composition of different phytophysiognomies species to facilitate recovery of a damaged area.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Florestal, Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2013.
Licença:: A concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.
Appears in Collections:EFL - Mestrado em Ciências Florestais (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13651/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.