Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1329
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_2007_GesimariaCosta.pdf595,82 kBAdobe PDFView/Open
Title: Estratégias para o manejo integrado da mela do feijoeiro causada por Thanatephorus cucumeris
Other Titles: Integrated management of bean web blight caused by Thanatephorus cucumeris
Authors: Costa, Gesimária Ribeiro
Orientador(es):: Café Filho, Adalberto Corrêa
Assunto:: Resistência à doença
Epidemiologia
Medida de controle
Issue Date: 20-Feb-2009
Citation: COSTA, Gesimária Ribeiro. Estratégias para o manejo integrado da mela do feijoeiro causada por Thanatephorus cucumeris. 2007. 114 f. Tese (Doutorado em Fitopatologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: Entre as principais doenças do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.), destaca-se a mela, causada pelo fungo Thanatephorus cucumeris (Frank) Donk (anamorfo: Rhizoctonia solani Kühn). Esta enfermidade é especialmente importante no plantio das águas e em determinadas regiões geográficas, porém é pouco estudada. Além disso, embora ocorra resistência genética em membros da família Fabaceae, as cultivares comerciais de feijoeiro não mostram resistência satisfatória à doença. Assim, o controle é hoje baseado no tratamento de sementes e aplicação de fungicidas durante o plantio. Este trabalho objetivou estudar a epidemiologia da doença em campo e a eficiência de medidas de controle em uma estratégia integrada de manejo. Os experimentos foram executados no campo durante as águas e repetidos nas safras de 2004/2005, 2005/2006 e 2006/2007 e eventualmente em casa de vegetação. Os resultados foram analisados separadamente e em conjunto. Os delineamentos experimentais foram em blocos ao acaso, com quatro repetições. Os resultados são apresentados em seis capítulos e um anexo. Após uma revisão do estado-da-arte sobre o assunto (Introdução), foram verificados os efeitos de diferentes sistemas de plantio na dinâmica temporal da mela do feijoeiro (Capítulo I). Foram avaliados três sistemas de plantio: (1) Plantio sob cobertura morta, (2) duas gradagens niveladoras (sem aração) e (3) Pré-incorporação da matéria orgânica com gradagem aradora e gradagem niveladora (Plantio convencional). Os resultados indicaram que, em geral, o plantio sob cobertura morta resultou em menor severidade da doença, provavelmente em função da preservação da cobertura morta, uma provável barreira física à dispersão dos basidiósporos. No Capítulo II, estudou-se a reação de cultivares de feijoeiro do grupo Carioca à mela, e demonstrou-se que o porte de planta é um componente importante para o manejo integrado do patossistema. A doença mostrou menor severidade nas cultivares de porte ereto (Iapar 81, BRS Horizonte e Magnífico), seguidas das cultivares de porte semi-ereto e prostradas (BRS Pontal, Carioca, BRSMG Talismã e Pérola). É provável que nas cultivares de porte ereto, a formação de microclima favorável ao desenvolvimento da mela e o contato entre fileiras vizinhas ocorra mais tardiamente. O Capítulo III traz resultados dos impactos dos diferentes níveis de mela no campo sobre a qualidade das sementes do feijoeiro. Constatou-se que o fungo é facilmente transmitido por sementes, resultando em severa redução na qualidade e prejuízos para o produtor. O Capítulo IV descreve a influência da idade da planta hospedeira no desenvolvimento da doença, revelando que, para a maioria das cultivares, o tamanho médio das lesões reduziu-se com o aumento da idade da planta, indicando aumento da resistência à mela com a idade do feijoeiro. No Capítulo V analisou-se a eficiência comparativa de fungicidas no controle da mela do feijoeiro. Os resultados mostraram que uma aplicação, de qualquer dos fungicidas, aos 45 dias após o plantio, foi ineficiente para o controle da doença. Quando realizadas duas ou três aplicações, iniciadas aos 30 dias após o plantio, os fungicidas Tryfloxistrobin+Cyproconazol e Tryfloxistrobin+Propiconazole apresentaram os melhores resultados em campo. Em casa de vegetação, os fungicidas apresentaram melhores resultados quando aplicados preventivamente. Nas considerações finais, são propostas medidas de manejo integrado da doença considerando os melhores resultados encontrados nesse trabalho. Finalmente, um anexo descreve a patogenicidade de T. cucumeris em Acanthospermum australe (Loef.) Kuntze, nova hospedeira para a ciência, o que pode ter implicações relevantes para o controle da mela, uma vez que esta espécie é uma invasora muito comum de plantios de feijão na região Central do país. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Web blight, caused by Thanatephorus cucumeris (anamorph: Rhizoctonia solani) is one of the main tropical diseases of common bean (Phaseolus vulgaris). Grain yield losses may reach up to 100% in favourable conditions and high inoculum levels. Even at lower severity levels, grain from affected fields is improper for use as seed or even human consumption. T. cucumeris survives in cultivated or wild plants, crop debris, infested soil and seeds. Although there have been reports of genetic resistance among members of the Fabaceae family, no commercial bean cultivar is highly resistant to the disease and the control relies mainly on seed treatment and fungicide application during the season. Despite its importance in several microclimates, especially during the wet crop season, there have been very little studies on the bean-Thanatephorus pathosystem in general and particularly in Brazil. Therefore, this work aimed at clarifying the epidemiology of bean web blight in the field and to study the efficiency of control measures as components of an integrated disease management strategy. Experiments were conducted in field plots during the wet crop seasons of 2004/2005, 2005/2006 and 2006/2007, and eventually in the screenhouse, and the results were analysed separately and together for the three years. Experimental design was usually a randomized complete block with four replicates. The results are presented in six Chapters and one Annex. Following a review of the state-of-the-art on the subject (Introduction), the effects of different planting systems on the dynamics of web blight epidemics are studied in Chapter I. Three crop systems were compared: (1) No-till; (2) Minimum till; and (3) Conventional crop system. Results indicated that the no-till cropping system resulted in the lowest disease levels, possibly due to the presence of the grass cover over the soil, which in turn served as a physical barrier against basidiospore dispersion. The reactions of bean cultivars (Group Carioca) to web blight are described in Chapter II. Results demonstrated that plant growth habit is the most important cultivar character for management of web blight in beans. Erect cultivars, such as Iapar 81, BRS Horizonte and Magnífico had the lowest disease severities followed by semi-erect and prostate cultivars (BRS Pontal, Carioca, BRSMG Talismã and Pérola). It is probable that the microclimate in fields of erect bean cultivars is unfavorable to the disease, or that a favorable climate occurs at a latter time during the season. Chapter III describes the extent of transmission and the severe impact of different levels of web blight in the field on bean seed quality. Chapter IV investigated the influence of the host plant age on disease development, demonstrating that, in general, lesion size is reduced with age, indicating a rise in disease resistance with plant maturity. The efficiency of fungicides applied in the field during the epidemics was studied on Chapter V. Results showed that one single application of any of the fungicides, 45 days after planting, was inefficient for disease control. When there were two or three field applications (starting earlier than at 45 days after planting) fungicides Tryfloxistrobin+Cyproconazol e Tryfloxistrobin+Propiconazole resulted in superior control. In the greenhouse, fungicides resulted in better control when applied preventively. A combined proposition for bean web blight management is made in the last Chapter of the thesis, taking into account the best results of each separate study. Finally, the pathogenicity of T. cucumeris to Acanthospermum australe, a frequently weed infesting bean crops is described in the Annex. Natural field infection of A. australe may have important consequences for web control, since the weed may represent a reservoir of inoculum for infection of cultivated crops.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, 2007.
Appears in Collections:FIT - Doutorado em Fitopatologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1329/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.