Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1321
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_2008_LarissaMedeirosMDosSantos.pdf2,03 MBAdobe PDFView/Open
Title: Nada do que foi é ou será : a inter-relação de jovens com seu ambiente
Authors: Santos, Larissa Medeiros Marinho dos
Orientador(es):: Günther, Isolda de Araújo
Assunto:: Adolescentes
Behavior setting
Affordance
Comportamento humano
Psicologia ambiental
Issue Date: May-2008
Citation: SANTOS, Larissa Medeiros Marinho dos. Nada do que foi é ou será: a inter-relação de jovens com seu ambiente. 2008. 208 f. Tese (Doutorado em Psicologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: A discussão sobre as inter-relações entre o ser humano e o seu ambiente físico tem sido ressaltada nas duas últimas décadas. Essa inter-relação é investigada por diversos ângulos, compreendendo as questões ecológicas e a relação com o ambiente como um todo. Baseado em referenciais da Psicologia do Desenvolvimento e da Psicologia Ambiental investigou-se a relação de adolescentes com o seu ambiente. A Psicologia do Desenvolvimento forneceu subsídios para a conceituação e contextualização da adolescência. A Psicologia Ambiental contribuiu com os conceitos de affordance, behavior setting e cultivação. Os objetivos específicos foram: descrever o comportamento observável de adolescentes em interação com o ambiente, caracterizar os conceitos que os jovens apresentam quanto a esta interação, verificar se a relação do jovem com o ambiente está centrada no momento atual de suas vidas ou se está ligada ao seu passado e/ou ao futuro. Participaram 180 jovens, sendo metade do Movimento Escoteiro do Distrito Federal e metade do Programa Segundo Tempo nos Esportes, com idades variando entre 11 e 18 anos. A pesquisa foi realizada em três fases: método de observação do comportamento; instrumento de conceitos ambientais e entrevistas semi-estruturadas. Os resultados indicam que as inter-relações desses jovens com o ambiente são caracterizadas por justificativas de interesse pessoal e que as affordances identificadas são relacionadas às necessidades dos participantes. Para os jovens, o passado se apresenta como belo e o futuro como destruído. Nos dois grupos, observaram-se semelhanças nas relações com o ambiente, nas justificativas ambientais, nas atribuições de responsabilidade, nas preocupações com o presente e o futuro. Os jovens do Segundo Tempo presentaram mais verbalizações quanto à sujeira e a violência. O discurso cultivado, congruente com essa fase do desenvolvimento, é o mesmo que se faz presente na mídia e nas manifestações públicas, entretanto, seus conteúdos indicam uma expectativa em relação ao comportamento do outro. ___________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The discussion on the interrelations between human beings and their physical environment has been stressed in the past two decades. This inter-relationship is investigated by various angles, including environmental issues and the relationship with the environment as a whole. Based on references of Developmental Psychology and Environmental Psychology this study investigated the relationship amongst adolescents and their environment. Developmental Psychology has provided information for defining and contextualizing adolescence. Environmental Psychology has made a contribution to the concepts of affordance, behavior settings and cultivation. The specific objectives were: describing the observable behavior of adolescents interacting with the environment, characterizing the concepts that the young define regarding this interaction, verifying if the relationship between the young and the environment is centered on the current moment of their lives or if it is related to their past and/ or their future. 180 youngsters, between 11 and 18 years of age participated in this study, half of them belonging to the Scout Movement in Federal Distrito and the other half from the Programa Segundo Tempo nos Esportes, ages varying between 11 and 18 years of age. The research has been done in three stages: observational method; instrument of environmental concepts and semi-structured interviews. The results indicate that the interrelationship between these young people with the environment is characterized by personal interest justifications, and that the affordances identified are related to the needs of the participants. For these young people, the past presents itself as beautiful and the future as destroyed. It was observed in the two groups’ similarities in the relationships between them and the environment, in their environmental justifications, in their responsibility attributions, in their preoccupations with the present and the future. The young from Segundo Tempo have demonstrated more verbalizations towards the dirtiness and violence. The speech cultivated, consistent with this phase of development, is the same presents in media and public demonstrations, however, its contents indicate an expectation from youngers in relation to the conduct of another.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2008.
Appears in Collections:IP - Doutorado em Psicologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1321/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.