Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/13020
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_ModelosNeurobiológicosEstudo.pdf3,69 MBAdobe PDFView/Open
Title: Modelos neurobiológicos no estudo dos processos de aprendizagem : efeitos de lesões extensas do telencéfalo
Other Titles: Neurobiologic models for the study of learning processes : effects of extensive telencephalic lesions
Authors: Tomaz, Carlos Alberto Bezerra
Faria, Maria Cristina F. de
Okada, Clarice T.
Castreghini, Jorge L.
Assunto:: Aprendizagem
Prosencéfalo
Neurociências
Issue Date: 1988
Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina
Citation: TOMAZ, Carlos et al. Modelos neurobiológicos no estudo dos processos de aprendizagem: efeitos de lesões extensas do telencéfalo. Biotemas, v.2, n.11, p.79-98, 1988. Disponível em: <http://periodicos.ufsc.br/index.php/biotemas/article/view/23181/20962>. Acesso em: 03 maio 2013.
Abstract: Experimentos foram conduzidos para investigar se 3 aprendizagem de uma resposta de esquiva inibitória e fuga por natação e possível em ratos com lesões telencefálicas do prosencéfalo, Dois experimentos demonstram que aprendizagem de esquiva inibitória (usando a tarefa de esquiva numa tentativa do tipo "up-hill") é ainda possível depois da remoção de todas as estruturas do prosencéfalo com exceção do hipotálamo. Um terceiro estudo usando esta preparação demonstrou que esta resposta de esquiva condicionada poderia ser eliminada como consequência da sua punição. Adicionalmente, quando a resposta de esquiva condicionada foi estabelecida antes da ablação, a evocação desta resposta subsistiu a lesão. Numa série de experimentos adicionais foi demonstrado que ratos uni ou bilateralmente descorticados, são capazes de aprender uma tarefa de fuga por natação subindo uma plataforma. O mesmo foi observado em ratos unilateralmente destelencefalados. Ratos bilateralmente destelencefalados , entretanto, não demonstraram esta habilidade. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Experiments were undertaken to investigate whether learning of an inhibitory avoidance response and swim escape learning is possible in rats with telencephalic forebrain lesions. Two experiments provided evidence that inhibitory avoidance learning (using the single-trial up-hill avoidance task) is still possible after removal of all the forebrain structures except the hypothalamus, A third study using this preparation showed that this conditioned avoidance response can be eliminated as a consequence of punishment. Additionally, when the conditioned avoidance response was established prior to ablation, recall of this response survived the lesion. In a further set of experiments it has been shown that hemi-or bilaterally decorticated rats are able to learn a swim escape task by climbing a platform. The same was observed for hemidetelencephaled rats. Totally detelencephalated rats, however, failed to show this ability.
Licença:: O periódico Biotemas está licenciado sob uma Licença Creative Commons (CC BY). Fonte: http://periodicos.ufsc.br/index.php/biotemas/index. Acesso em: 03 maio 2013.
Appears in Collections:FAR - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/13020/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.