Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/12836
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_LianaRodriguesTaminatodeCarvalho.pdf2,22 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLia, Érica Negrini-
dc.contributor.authorCarvalho, Liana Rodrigues Taminato de-
dc.date.accessioned2013-04-19T11:53:40Z-
dc.date.available2013-04-19T11:53:40Z-
dc.date.issued2013-04-19-
dc.date.submitted2012-12-10-
dc.identifier.citationCARVALHO, Liana Rodrigues Taminato de. Comparação do perfil de saúde bucal em idosos demenciados e não demenciados atendidos no Hospital Universitário de Brasília. 2012. 106 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/12836-
dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências de Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2012.en
dc.description.abstractO processo de envelhecimento traz consigo alterações de saúde importantes, dentre elas as doenças crônico-degenerativas, como as síndromes demenciais. Nestes quadros podem estar presentes a afasia, apraxia, agnosia, além da perda de memória e alterações do comportamento em graus variáveis que levam invariavelmente ao empobrecimento da saúde bucal. Considerando a alta prevalência de utilização de próteses dentárias removíveis, a hipossalivação, e a dificuldade de realização da higiene bucal, dentre outros fatores, os idosos são mais suscetíveis à candidose bucal (CB). Particularmente, entre os idosos demenciados, há fatores agravantes, como a dependência de terceiros para o cuidado com a higiene bucal. A literatura traz escassos dados sobre a prevalência da candidose bucal entre idosos demenciados. Objetivos: Identificar o perfil de saúde bucal e a prevalência da candidose bucal em idosos demenciados e não demenciados atendidos no Centro de Medicina do Idoso do Hospital Universitário de Brasilia. Métodos: idosos portadores (CD) e não portadores de demência (SD) de ambos os gêneros passaram por entrevista para coleta de dados sócio-econômicos, responderam ao questionário OHIP-14, e foram submetidos a exame físico intrabucal e swab da mucosa bucal e da superfície de próteses pra identificação laboratorial de espécies de Candida spp. Utilizou-se o teste t de Student e o teste do Qui-quadrado para comparação dos valores médios e porcentagens, respectivamente, das variáveis estudadas entre os dois grupos. Para a determinação dos fatores de risco associados a CB e à presença de Candida spp no palato e nas próteses, utilizou-se o modelo de regressão logística de Poisson. Resultados: Ao total 146 idosos foram avaliados, sendo 73 do grupo CD e 73 do grupo SD, com idade média de 78,5± 7,7 anos e 76,7±8,4 anos, respectivamente. O gênero feminino foi o mais prevalente nos dois grupos. O índice CPOD médio foi semelhante em ambos os grupos (24,8± 4,8 grupo SD e 25,4 ± 4,0 grupo CD), sendo o edentulismo o maior fator responsável. O modelo de regressão logística evidenciou que para cada aumento de um ano na idade, a prevalência de CB aumentou em 3%. Pacientes que não retiram a prótese para dormir apresentam prevalência de CB cerca de 3,04 vezes maior. Idosos do grupo CD apresentam prevalência de CB, 85 % maior do que os do grupo SD. A espécie Candida albicans foi a mais encontrada tanto na mucosa palatina quanto na superfície interna da prótese, com maior predileção para o gênero feminino e pacientes mais idosos. Conclusão: O perfil de saúde bucal foi semelhante entre os grupos. Candida albicans foi o agente de maior prevalência em ambos os grupos. Houve associação entre idade avançada, presença de demência e o hábito de não retirar a prótese dentária durante o período do sono e prevalência de CB. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThe aging process brings health important alterations, among them chronic degenerative diseases, such as dementia syndrome. May be present aphasia, apraxia, agnosia, and memory lost and behaviour changes in different levels that invariably takes to the oral health impoverishment. Considering the high prevalence of use of dental prosthesis removable, hyposalivation, and difficulty in performing of oral hygiene, among other factors, elderly person are more susceptible to oral candidiasis. Particularly among the demented, there are aggravating factors, such as dependence of caregivers to oral hygiene care. The literature provides limited data on the prevalence of oral candidiasis among elderly persons demented.Objectives Identify the oral health profile and the oral candidiasis prevalence in elderly persons demented and non-demented followed at Center for Aging Medicine, University Hospital of Brasilia. Methods Demented(CD) and non-demented (SD) of both genders took an interview to collect socio-economic data, answered the OHIP-14 questionnaire and they were submit an intraoral physical examination and swab of the oral mucosa and the surface of dentures to laboratory identification of Candida spp species. It was used the t Student test and chi-square test for comparation of mean values and percentages, respectively of the variables studied between the two groups. The determination of the risk factors associated with oral candidiasis and the Candida spp presence in the palate also the prosthesis was used the Poisson logistic regression model. Results A total of 146 elderly persons were evaluated, 73 demented and 73 non-demented, medium age 78.5 ± 7.7 years and 76.7 ± 8.4 years, respectively. Female gender was the most prevalent in both groups. The DMTF indice was similar in both groups (24.8 ± 4.8 SD group and 25.4 ± 4.0 CD), and the edentulism was the major responsible factor. The logistic regression model showed that for each one-year increase in age, the prevalence of oral candidiasis increased 3%.Patients who do not remove the prosthesis to sleep showed prevalence of oral candidiases around 3.04 times greater. Demented patients showed prevalence of oral candidiases 85% higher than non demented patients. Candida albicans species was the most found both in the palatine mucosa and in the prosthesis inner surface, with greater predilection for females and older patients.Conclusions: The oral health status was similar between groups. Candida albicans was the most prevalent agent in both groups. There was an association between advanced age, presence of dementia and the habit of do not remove the prosthesis during the sleep time and prevalence of oral candidiasis.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleComparação do perfil de saúde bucal em idosos demenciados e não demenciados atendidos no Hospital Universitário de Brasíliaen
dc.typeDissertaçãoen
dc.subject.keywordIdosos - saúde e higieneen
dc.subject.keywordIdosos - boca - cuidado e higieneen
dc.subject.keywordDemência senilen
dc.rights.licenseA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.en
dc.contributor.advisorcoReis, Carmélia Matos Santiago-
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12836/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.