Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/1274
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO_2008_JulianaBrasilienseVilela.pdf594,54 kBAdobe PDFView/Open
Title: Efeitos de contingências de variação e de repetição sobre a formulação de relatos verbais
Authors: Vilela, Juliana Brasiliense
Orientador(es):: Abreu-Rodrigues, Josele
Assunto:: História de reforçamento
Variação
Repetição
Issue Date: 17-Feb-2009
Citation: VILELA, Juliana Brasiliense. Efeitos de contingências de variação e de repetição sobre a formulação de relatos verbais. 2008. 58 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Comportamento)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: O presente estudo avaliou os efeitos da história com variação e repetição sobre a formulação de relatos de contingências de reforçamento subseqüentes. Vinte estudantes universitários foram solicitados a emitir seqüências de oito respostas. Na Fase de História, para o Grupo VAR, uma seqüência era reforçada quando havia sido emitida em, no máximo, 15% das tentativas; para o Grupo REP, somente uma seqüência específica era reforçada; e para o Grupo LIV, os reforços eram liberados independentemente da seqüência. O Grupo SH não foi exposto a essa fase. Na Fase de Teste, todos os grupos realizaram quatro problemas que requeriam seqüências com critérios de reforçamento diferentes. Além disso, todos os participantes foram solicitados a relatar cada um desses critérios. Na Fase de História, o Grupo VAR apresentou níveis mais altos de variação comportamental do que os grupos REP e LIV. Na Fase de Teste, o Grupo VAR apresentou maior número de relatos acurados do que os demais grupos. Esses resultados sugerem que uma história com contingências que exigem variação comportamental pode favorecer a formulação de relatos acurados. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present study evaluated the effects of a history with variation and repetition upon verbal reports of subsequent reinforcement contingencies. Twenty college students were required to emit eight-response sequences. In the History Phase, for the VAR group, a sequence was reinforced only when it has occurred no more than 15% of the trials; for the REP group, only a specific sequence was reinforced; and for the LIV group, reinforcers were delivered independently of the sequence. The SH group was not exposed to this phase. In the Testing Phase, all groups were exposed to four different problems that required sequences with different reinforcement criteria. Also, all participants were required to report each one of those criteria. During the History Phase, the VAR group presented higher levels of behavioral variation than the REP and LIV groups. During the Testing Phase, the VAR group showed a greater number of accurate reports than the others groups. These results suggest that a history with contingencies that require behavior variation may favor verbal-report accuracy.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2007.
Appears in Collections:PPB - Mestrado em Ciências do Comportamento (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/1274/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.