Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/12695
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_PoliticidadeCuidadoAvaliacao.pdf87,27 kBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPires, Maria Raquel Gomes Maia-
dc.date.accessioned2013-04-03T12:42:07Z-
dc.date.available2013-04-03T12:42:07Z-
dc.date.issued2005-12-
dc.identifier.citationPIRES, Maria Raquel Gomes Maia. Politicidade do cuidado e avaliação em saúde: instrumentalizando o resgate da autonomia de sujeitos no âmbito de programas e políticas de saúde. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v. 5, n.1, p. 571-581, dez. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v5s1/27843.pdf>. Acesso em: 03 abr. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292005000500008.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/12695-
dc.description.abstractPoliticidade do cuidado diz respeito ao manejo disruptivo da relação entre ajuda e poder para construção da autonomia de sujeitos, expressa pelo triedro "conhecer para cuidar melhor, cuidar para confrontar, cuidar para emancipar". Essa discussão reflete-se sobre as ambivalências ou politicidades da avaliação em saúde, centrando-se nas relações de poder que permeiam o processo avaliativo. Trata-se de uma reflexão teórico-filosófica que objetiva: a) conceituar teoricamente politicidade do cuidado e triedro emancipatório do cuidar; b) discutir as concepções emancipatórias de avaliação a partir da politicidade do cuidado e c) apresentar um referencial metodológico que subsidie a avaliação de programas de saúde a partir da politicidade do cuidado, centrando-se na autonomia de sujeitos. Pretende-se indicar aplicabilidades à concepção da politicidade do cuidado no âmbito da avaliação de políticas, programas e serviços de saúde, sinalizando potencialidades emancipatórias necessárias à implementação do Sistema Único de Saúde (SUS). Ou seja, há que se democratizar a avaliação, tornando-a cada vez mais instrumento de mudança para fortalecimento de cidadanias. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThe political content of care relates to the disruptive management of the relationship between care and power to build subjects autonomy, expressed by three conceps " knowledge for improved care, care to confront, care to emancipate" . This discussion concerns the controversial or political content of health evaluation, focusing on the power relationships permeating the assessment process. It deals with a theoretical and phylosofical issue with the purpose of : (a to design a theoretical concept of the political nature of care and the threefold emancipation basis of care; b) to discuss the emancipation concepts of assessment from the political nature of care and c) to introduce a methodological reference supporting the assessment of healthcare programs based on the political nature of care, centered on subject autonomy. The intention is to indicate the possible application of the concept of the political nature of care in the scope of healthcare policies, programs and services, signaling towards the emancipation potential required to the implementation of the Universal Healthcare System (SUS - Sistema Universal de Saude). That is, assessment needs to become more democratic and viewed as a tool of citizenship change and empowerment.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.publisherInstituto de Medicina Integral de Fernando Figueiraen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titlePoliticidade do cuidado e avaliação em saúde : instrumentalizando o resgate da autonomia de sujeitos no âmbito de programas e políticas de saúdeen
dc.title.alternativeThe political content of evaluation and healthcare : providing the tools to rescue the autonomy of subjects in the scope of programs and healthcare policiesen
dc.typeArtigoen
dc.subject.keywordSaúde - avaliaçãoen
dc.subject.keywordPolítica de saúdeen
dc.subject.keywordCuidados de saúdeen
dc.rights.licenseRevista Brasileira de Saúde Materno Infantil - Todos os conteúdos deste periódico, exceto onde indicado o contrário, está licenciada sob uma Licença Creative Commons (Atribuição-Uso Não-Comercial 3.0 Unported ( CC BY-NC 3.0)). Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1519-38292005000500008&script=sci_arttext. Acesso em: 03 abr. 2013.en
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292005000500008en
Appears in Collections:ENF - Artigos publicados em periódicos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12695/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.