Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/12545
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_DanielyMoreiraMaciel.pdf40,2 MBAdobe PDFView/Open
Title: Dinâmica dos nanofósseis calcários na sucessão pleistoceno superior-holoceno do testemunho GL-77, obtido em águas profundas no norte da Bacia de Campos : interpretações paleoambientais e paleoclimáticas
Authors: Maciel, Daniely Moreira
Orientador(es):: Pinto, Ricardo Lourenço
Assunto:: Nanofósseis calcários
Paleoecologia
Paleontologia - quaternário
Campos, Bacia de
Issue Date: 21-Mar-2013
Citation: MACIEL, Daniely Moreira. Dinâmica dos nanofósseis calcários na sucessão pleistoceno superior-holoceno do testemunho GL-77, obtido em águas profundas no norte da Bacia de Campos: interpretações paleoambientais e paleoclimáticas. 2012. xi, 165 f., il. Dissertação (Mestrado em Geologia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: No período Quaternário, que inclui as épocas Pleistoceno e Holoceno, ocorreram intensas mudanças climáticas cíclicas de ordem global, marcadas por avanços e recuos do gelo, caracterizadas como fases glaciais e interglaciais. Essas mudanças afetaram as associações microfossilíferas marinhas, em particular os nanofósseis calcários que responderam rapidamente a essas mudanças climáticas. Aqui, os nanofósseis calcários foram estudados com o objetivo de entender o comportamento desses organismos diante das variações climáticas e paleoambientes em águas profundas (lâmina d’água de 1283 m). As associações dos nanofósseis calcários recuperados em sedimentos pelíticos de talude inferior, na área norte da bacia de Campos, apresentaram uma boa diversidade e preservação. O posicionamento cronoestratigráfico das ocorrências dos nanofósseis calcários está fundamentado no arcabouço bioestratigráfico de foraminíferos planctônicos que abrangem as zonas W, X e Y (Pleistoceno) e Z (Holoceno) do testemunho GL-77 em estudo. O estudo taxonômico permitiu o reconhecimento de 38 táxons de nanofósseis calcários, sendo 31 cocólitos de cocolitoforídeos, quatro Incertae sedis (nanolitos), um gênero de dinoflagelado calcário (Thoracosphaera spp.) e dois gêneros (Micrascidites spp. e Monniotia spp.) de espículas de ascídias. O padrão de distribuição da abundância de cada um desses táxons é irregular, sendo o morfogrupo Gephyrocapsa e a espécie Emiliania huxleyi os mais abundantes, além de Florisphaera profunda (habitante da zona fótica inferior) que domina a assembleia durante todo o intervalo estudado. O registro dos nanofósseis calcários, característicos de águas rasas (ambiente nerítico - plataformais), recuperados em sedimentos de ambiente de água profunda (batial inferior) evidencia um transporte desses microfósseis calcários, sugerindo fases de regressão marinha e/ou oscilações do nível do mar durante o período de deposição dos pelitos do testemunho em estudo. O reconhecimento dos nanofósseis calcários no talude inferior também sugere influxo de águas marinhas rasas, devido à queda relativa do nível do mar, em direção à bacia, controlado por evaporação e precipitação nas terras emersas. Em função da abundância dos nanofósseis calcários ao longo do testemunho GL-77 foram caracterizados cinco eventos (1, 2, 3, 4 e 5), os quais estão relacionados à variação relativa do nível do mar e aos ciclos de Milankovitch. O maior número de quantitativo dos nanofósseis calcários foi observado em lamas ricas em carbonatos e margas (Subzona Y1 e a Zona Z), mostrando preferências desses microorganismos por ambientes ricos em carbonatos. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
In the Quaternary period, corresponding to the Pleistocene-Holocene epoch, there were intense cyclical climatic changes of global order, marked by advances and retreats of the ice, characterized as glacial and interglacial phases. These changes affected marine microfossil associations, particularly the calcareous nannofossils which responded quickly to these climatic changes. Here, the calcareous nannofossils were studied in order o understand the behavior of these organisms in the face of climatic variations and paleoenvironments in deep water (water depth 1283 m). The associations of calcareous nannofossils recovered from pelitic sediments in the lower slope of northern Campos basin showed a good diversity and preservation. The chronostratigraphic positioning of calcareous nannofossil occurrences is based on a biostratigraphic framework of planktonic foraminifera which comprises zones W, X and Y (Pleistocene) and Z (Holocene) for the piston core GL-77. The taxonomic study allowed the recognition of 38 taxons of calcareous nannofossil: 31 of coccolithophore coccoliths, four Incertae sedis (nannoliths), a genus of calcareous dinoflagellate (Thoracosphaera spp.) and two genera (Micrascidites spp. and Monniotia spp.) of ascidian spicules. The distribution pattern of abundance of each taxons is uneven, being the Gephyrocapsa morphogroup and the species Emiliania huxleyi the most abundant as well as Florisphaera profunda (lower photic zone dweller) which dominates the assembly during the studied interval. The record of calcareous nannofossils, characteristic of shallow water environment (neritic), in sediments of deep-water environment (lower bathyal) indicates transport of these microfossils, suggesting stages of marine regression and / or sea level fluctuations during the deposition period of the rocks studied in this core. The recognition of calcareous nannofossils in the lower slope also suggests influx of shallow marine waters toward the basin, due to relative decrease of the sea level, controlled by evaporation and precipitation in land area. According to the abundance of the calcareous nannofossils along the piston core GL-77, five events were characterized (1, 2, 3, 4 and 5) which are related to the variation in sea level and Milankovitch cycles. The largest quantitative number of calcareous nanofóssil, the piston core GL77, was observed in mud rich in carbonates and marls (Subzone Y1 and Zone Z), showing preference of these microorganisms for environments rich in carbonate.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2012.
Appears in Collections:IG - Mestrado em Geologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12545/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.