Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/12377
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_ZaraFariaSobrinhaGuimaraes.pdf2,25 MBAdobe PDFView/Open
Title: A cigarra e a formiga : a educação ambiental e o ensino de ciências em escolas públicas de Brasília - Distrito Federal
Authors: Guimarães, Zara Faria Sobrinha
Orientador(es):: Santos, Wildson Luiz Pereira dos
Assunto:: Prática de ensino
Ciências - estudo e ensino
Educação ambiental - escolas públicas - Distrito Federal (Brasil)
Issue Date: 6-Mar-2013
Citation: GUIMARÃES, Zara Faria Sobrinha. A cigarra e a formiga: a educação ambiental e o ensino de ciências em escolas públicas de Brasília - Distrito Federal. 2012. [214] f., il. Tese (Doutorado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: Adotando-se a analogia da fábula “A formiga e a Cigarra” busca-se compreender as aproximações e distanciamentos entre o ensino de ciências e a educação ambiental (EA), a partir de dados empíricos obtidos em escolas públicas de Brasília – Distrito Federal. Para subsidiar a análise dos dados é apresentada uma caracterização histórica das escolas de Brasília e da educação ambiental no ensino de ciências. Adotou-se como perspectiva a educação ambiental crítica que entende que a finalidade pedagógica da EA seja levar a comunidade educativa, por meio de ações docentes, a compreender as relações sociedade-natureza e a intervir sobre os problemas e conflitos ambientais de maneira crítica e consciente, preparando professores, seus alunos e demais membros da comunidade escolar e fora dela a serem protagonistas de ações nesse sentido. Na pesquisa, destaca-se como a escola tomou para si a incumbência de preparar cidadãos na perspectiva ambiental educativa, as representações dos professores de ciências sobre EA e meio ambiente e suas práticas pedagógicas. Por meio de análise de questionários, entrevistas, livros didáticos e observações em campo, categorizou-se as definições dadas pelos professores e as abordagens de EA contidas nos livros didáticos adotados nas escolas. O panorama encontrado indicou aproximações entre a formiga e a cigarra relacionadas ao fato de, em ambas, o processo educativo ainda não ter conseguido superar o ensino por transmissão de conteúdos. O enfoque dado tanto pelo ensino de ciências quanto na EA preconizam atividades cognitivas, afetivas e pragmáticas. Os livros didáticos usados como apoio teórico à inserção de temas de EA possuem enfoque antropocêntrico, pragmático, conservador e descontextualizado. Como distanciamentos evidencia-se o descompromisso com o processo ambiental educativo, que acaba ficando a cargo de professores sensíveis a causa em mantê-lo na estrutura escolarizada; a descontinuidade de políticas públicas e programas educacionais do Distrito Federal; a não vinculação do tema ambiental aos conteúdos do ensino de ciências, tanto no material didático, quanto na ação docente; o tratamento diferenciado entre a forma de socialização dos conteúdos do ensino de ciências e os da atividade ambiental educativa. No ensino de ciências os professores se ocupam em repassar conteúdos que consideram importantes para a formação acadêmica do aluno e na EA a abordagem dos temas se processa como ato de sensibilização (ato próprio e, portanto, passível de acontecer ou não) por meio de conteúdos de senso comum, funcionando muito mais como contextualização do que como conteúdo sistematizado por planejamento de aula. Constata-se que será preciso que os professores, sejam preparados para fazerem leituras críticas da complexa realidade vivenciada e para se engajarem em projetos coletivos, possibilitando um ensino de ciências no qual o componente ambiental esteja contemplado, permitindo que a formiga consiga, em seu labor diário, entoar belas canções. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Adopting the analogy of the fable "The ant and the cicada" it seeks to understand the approximation and separation between science teaching and environmental education (EE), from empirical data obtained in public schools of Brasília - Federal District. To support the analysis of data is presented a historic characterization of schools of Brasilia and of environmental education in science teaching. It was adopted as perspective the critical environmental education that considers that the pedagogical purpose of EE is to lead the educational community, by means of teachers' actions, to understand the society-nature relations and to intervene on the problems and environmental conflicts critically and aware, preparing teachers, their students and other members of the school community and beyond that to be protagonists of actions in that direction. The research highlight how the school took for itself the task of preparing citizens in educational environmental perspective, the representations of science teachers on EE and environment and their pedagogical practices. Through analysis of questionnaires, interviews, textbook and observations in the field, the settings given by teachers and the approaches of EE contained in textbooks used in schools were categorized. The panorama found indicated alignments between the ant and the cicada related to the fact, in both, the educational process has not yet been able to overcome the education through the transmission of contents. The focus given by both teaching of the sciences as in EA recommend cognitive activities, affective and pragmatic ones. The textbooks used as theoretical support to inclusion of themes of EE have anthropocentric, pragmatic, conservative and decontextualized focus. As separation it shows the lack of formal compromise with the environmental educational process, that is under the responsibility of teachers sensitive to the subject in keeping it in the school structure; the discontinuity of public policies and educational programs of the Federal District; the lack of connection between the environmental theme to the content of science teaching, both in didactic material, as in teaching action; the differential treatment between the form of socialization of the contents of science teaching and those ones of environmental education activity. In the teaching of science teachers are involved in retransmit contents which they consider important for the academic training of the student and in EE the approach the themes is processed as an act of causing sensitiveness (an act tat can happen or not) by means of content of common sense, working as much more contextualization than systematized content by lesson planning. It will be necessary that teachers be prepared to make critical readings of the complex reality lived and to engage themselves in collective projects, allowing a science education in which the environmental component is included, allowing the ant to sing beautiful songs in their toil daily.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2012.
Appears in Collections:FE - Doutorado em Educação (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12377/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.