Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/12170
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_ChicleteRosaCinema.pdf3,91 MBAdobe PDFView/Open
Title: O Chiclete e a Rosa : o cinema documentário e a reflexão sobre práticas sociais específicas
Authors: Silva, Dácia Ibiapina da
Assunto:: Documentário (Cinema)
Práticas sociais
Representações sociais
Trabalho infantil
Issue Date: 2004
Publisher: Faculdade de Comunicação (FAC) da Universidade de Brasília (UnB)
Citation: SILVA, Dácia Ibiapina da. O Chiclete e a Rosa: o cinema documentário e a reflexão sobre práticas sociais específicas. Comunicação e Espaço Público, Brasília, ano 7, n. 1/2, 2004. Disponível em: http://www.fac.unb.br/site/images/stories/Posgraduacao/Revista/Edicoes/2004_revista.pdf>. Acesso em: 20 fev 2012.
Abstract: Vendendo chicletes, rosas e outras conveniências em bares noturnos do Plano Piloto de Brasília, crianças e adolescentes, geralmente acompanhadas por adultos (mães, tias, vizinhas, “colegas”), moradores das chamadas invasões de Brasília ou de cidades ao seu redor, ajudam a tecer uma rede que põe em contato, temporariamente, dois mundos: Plano Piloto e cidades satélites e “invasões” de Brasília. No filme documentário O chiclete e a rosa, bem como neste artigo, esta prática social é analisada por meio de um grupo de crianças e adolescentes e de seus familiares e vizinhos, com o objetivo de mostrar como ela é vivida e representada por este grupo, tanto durante a realização do filme, quanto durante a pesquisa que o precedeu. ______________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
By selling chewing gum, roses and other small conveniences in bars, coffee shops and restaurants at night, children and teenagers, usually escorted by adults (mothers, relatives, neighbors, family friends), around Brasilia squatters and satellite town resi¬dents, help to create links, though temporary, between two separate worlds: upper-class Brasilia on one side and satellite town residents and squatters on the other. In the documentary The chewing gum and the rose, as well as in this paper, this social phenome¬non is analyzed through a group of children and teenagers together with their relatives and neighbors who live in a satellite town of Brasilia, Recanto das Emas. It shows how this social practice takes place and is represented by the group, during both the film making process and the research for the script.
Licença:: Disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir, transmitir o trabalho e fazer uso comercial, desde que o autor e licenciante seja citado. Não é permitida a adaptação desta.
Appears in Collections:DAP - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/12170/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.