Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/10934
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_ValdivanFerreiradeLima.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open
Title: Educação ambiental : aspectos que dificultam o engajamento docente em escolas públicas do Distrito Federal
Authors: Lima, Valdivan Ferreira de
Orientador(es):: Pato, Claudia Márcia Lyra
Assunto:: Educação ambiental
Escolas públicas - Distrito Federal (Brasil)
Prática de ensino
Issue Date: 16-Jul-2012
Citation: LIMA, Valdivan Ferreira de. Educação ambiental: aspectos que dificultam o engajamento docente em escolas públicas do Distrito Federal. 2012. xvii, 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: A falta de engajamento dos professores em projetos de educação ambiental tem sido apontada como um dos fatores responsáveis pelas dificuldades de implementação destes em escolas públicas, com implicação na incidência de abordagens superficiais e descontínuas do tema meio ambiente. Assim, o presente estudo teve por objetivo compreender os aspectos que dificultam o engajamento dos professores nas propostas de educação ambiental em escolas públicas do Distrito Federal, a partir da percepção desses sujeitos. A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas individuais e coletivas (grupo focal e roda de conversa), analisadas a partir da escuta sensível dos participantes e leitura flutuante do material produzido. A investigação contou com dezessete participantes, sendo três professores propositores e onze não propositores de atividades ou projetos de educação ambiental, além de três gestores de escolas em que se desenvolvem projetos voltados ao tema meio ambiente. Os entrevistados são oriundos de sete cidades do Distrito Federal, atuantes em escolas públicas que oferecem a educação básica de ensino, com representantes de diversas áreas do conhecimento. Os resultados confirmaram o problema, sinalizando haver dificuldades de engajamento docente nos projetos de educação ambiental, além de apontarem que a temática ambiental não é prioridade nas escolas. Os seguintes aspectos foram identificados como desfavoráveis ao engajamento: A prerrogativa curricular transversal da educação ambiental, as relações de poder e conflito nas escolas, as dificuldades enfrentadas no cotidiano escolar e a falta de formação específica. Os aspectos elencados se apresentaram de forma cíclica: Ao conceberem a educação ambiental numa perspectiva tradicional, com a predominância de atividades mais direcionadas à conservação, preservação ou reaproveitamento dos recursos naturais, em que não são contempladas outras dimensões (políticas, sociais, culturais, entre outras) da temática ambiental, os professores não a percebem como saber prioritário na sua prática pedagógica e nem como formação necessária. Não a veem, ainda, como via possível de atuação para minimização das dificuldades e dos conflitos do dia a dia escolar. Os valores pessoais e a formação específica em educação ambiental com perspectiva crítica são aspectos que surgiram como possibilidades de reversão do problema. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The lack of engagement of teachers in Environmental Education Projects has been identified as one of the factors responsible for the difficulties in implementing them in public schools, bringing implication to the incidence of superficial and discontinuous approaches to environmental issue. Thus, this study aims to understand the aspects that hinder the proposed involvement of teachers in environmental education in public schools in the Federal District from the perception of these subjects. The research was conducted through individual and group interviews (focus group and group discussion), analyzed from the sensitive hearing of the participants and floating reading of the material produced. There were seventeen participants, three teachers and eleven not-proponents of activities or projects of environmental education. There were also, three school managers who are, at present, developing projects aimed at environmental theme. Respondents were selected from seven different cities in the Federal District, who work in public schools that offer basic education, and representatives from various areas of knowledge. The results confirmed the problem, indicating there are difficulties in engaging teachers in Environmental Education Projects, in addition to highlighting that environmental issue is not a priority in schools. The following aspects were identified as unfavorable to the engagement: The right of cross-curricular environmental education, the relations of power and conflict in schools, the difficulties faced in school and lack of specific training. The issues listed are presented in a cyclic manner: When designing environmental education in a traditional perspective, with the predominance of more activities aimed at conservation, preservation and reuse of natural resources, which are not covered in other dimensions (political, social, cultural and others) in environmental theme teachers did not perceive it as a priority. Knowing about the subject or being trained to teach it was seen as unnecessary. They also do not see it as a possible solution as to minimize the daily conflicts and difficulties faced at schools. Personal values and specific training in environmental education with a critical perspective are aspects that have emerged as possible solutions for the problem.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2012.
Appears in Collections:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10934/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.