Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/10852
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_PalomaMichelledeSales.pdf4,26 MBAdobe PDFView/Open
Title: Estudo biomonitorado do epicarpo do fruto de Pouteria torta (Mart.) Raldk por ensaio de atividade de inibição da alfa-amilase
Authors: Sales, Paloma Michelle de
Orientador(es):: Silveira, Dâmaris
Assunto:: Plantas medicinais
Diabetes
Monitoramento biológico
Issue Date: 29-Jun-2012
Citation: SALES, Paloma Michelle de. Estudo biomonitorado do epicarpo do fruto de Pouteria torta (Mart.) Raldk por ensaio de atividade de inibição da alfa-amilase. 2012. [165] f., il. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.
Abstract: A utilização de espécies vegetais com fins terapêuticos, pelo homem, remonta a pré-história. A Organização Mundial de Saúde – OMS estima que, em torno de 80% da população mundial utilizam plantas medicinais para suprir as necessidades de assistência primária à saúde. Entretanto, apesar do forte crescimento no consumo desse tipo de medicamento nas últimas décadas, poucos são os estudos referentes à qualidade, eficácia e segurança. Alterações no metabolismo de carboidratos podem estar associadas a doenças como o diabetes mellitus, obesidade, e doenças bucais, representando hoje um importante problema de saúde individual e populacional, em decorrência do aumento global de suas incidências. Os inibidores da enzima α-amilase, responsáveis por inibirem a hidrólise de carboidratos no trato digestivo diminuindo a absorção de glicose no trato digestivo, constituem uma das opções terapêuticas utilizadas para controle do diabetes mellitus tipo 2. Dessa forma, o presente trabalho teve por objetivo realizar um estudo biomonitorado do extrato hidroalcoólico do epicarpo do fruto de Pouteria torta (Mart.) Raldk, espécie genuinamente brasileira, comum no bioma do cerrado do Distrito Federal, por ensaio de atividade de inibição da enzima α-amilase. A estratégia de estudo utilizada permitiu a obtenção e caracterização de duas frações com capacidade de inibição da enzima α-amilase de forma comparável ao dos controles utilizados, quais sejam, fração insolúvel (FI2) e fração acetona (FAC). A fração FAC apresentou potencial de inibição maior que FI2 com valor de IC50 igual a 9 μg/mL. No entanto, o fracionamento subseqüente de FAC resultou no aumento da concentração da subfração necessária para causar a mesma porcentagem de inibição (IC50 = 22,1μg/mL), sugerindo que a mistura dos constituintes presentes na FAC seja responsável por tal atividade. Da fração FAC foi possível identificar a presença de epicatequina ; enquanto na fração FI2 foi identificada mistura sacarose, frutose e glicose. Em modelo de toxicidade utilizando larvas de Artemia salina, o extrato bruto e frações hexânica, acetato de etila e aquosa não apresentaram toxicidade. Os teores de polifenóis e flavonoides e a capacidade antioxidante do extrato bruto e frações hexânica, acetato de etila e aquosa também foram avaliados e parece não haver correlação entre as frações com alta concentração de polifenóis e flavonoides e capacidade antioxidante e a atividade de inibição da α-amilase. O estudo efetuado sugeriu o potencial terapêutico do epicardo do fruto de Pouteria torta. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The utilization of vegetal species with therapeutical purpose, by humankind, dates from the prehistoric period. According to World Health Organization (WHO), 80% of the worldwide population use herbal medicines to supply their necessities of primary medical assistance. Meanwhile, despite the strong increase in the consumption of this type of medicine in the last decades, there are only a few studies concerning to quality, efficacy and safety. Disorders of carbohydrate uptake may cause severe health problems such as diabetes, obesity, or oral diseases, all of which threaten an increasing population. α-Amylase inhibitors delay the digestion of carbohydrates, reducing the rate of glucose absorption and are one of the options used for therapeutic control of diabetes mellitus. Therefore, an assay-guided fractionation study of epicarp crude extract of Pouteria torta (Mart.) Raldk was performed by inhibitory activity of α-amylase. The study strategy allowed isolation and identification of two fractions with capacity to inhibit α-amylase in a comparable way of the controls used: insoluble fraction (FI2) and acetone fraction (FAC). Acetone fraction shows very high inhibitory activity with IC50 of 9μg/mL, when compared with FI2. However, subsequent fractionation led to increase of the concentration to cause the same inhibition percentage (IC50 of 22.1μg/mL). From FAC was identified the compound epicatechin; while in FI2 were isolated and identified mixture sucrose, glucose and fructose. The crude extract and hexane, ethyl acetate and aqueous fractions showed no toxicity on Artemia salina brine shrimp assay. Total phenolic and flavonoid contents and antioxidant capacity were also evaluated and seems to be no correlation among fractions with high phenolic and flavonoids content and antioxidant capacity and α-amylase inhibitory activity. The study carried out suggested the therapeutic potential of fruit epicarp from Pouteria torta.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2012.
Appears in Collections:PPGCS - Doutorado em Ciências da Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10852/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.