Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unb.br/handle/10482/10710
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_GabrieladeSouzaTenorio.pdf90,46 MBAdobe PDFView/Open
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHolanda, Frederico Rosa Borges de-
dc.contributor.authorTenorio, Gabriela de Souza-
dc.date.accessioned2012-06-14T14:52:56Z-
dc.date.available2012-06-14T14:52:56Z-
dc.date.issued2012-06-14-
dc.date.submitted2012-04-13-
dc.identifier.citationTenorio, Gabriela de Souza. Ao desocupado em cima da ponte. Brasília, arquitetura e vida pública. 2012. 391 f., il. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unb.br/handle/10482/10710-
dc.descriptionTese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, 2012en
dc.description.abstractEsta tese trata de espaços públicos e como adequa-los/cria-los para favorecer a vida pública: o conjunto das ações, programadas ou não, protagonizadas por indivíduos nos espaços públicos. Para isso, estabelece a relação entre arquitetura e vida pública, considerando a arquitetura como variável independente e realidade que pode ser examinada sob várias lentes, sendo uma delas a sociológica (sua maior ou menor capacidade de favorecer a urbanidade), tendo como ponto de partida a Teoria da Sintaxe Espacial. Em seguida, classifica as atividades no espaço público, do qual traça um breve histórico da cidade da Revolução Industrial ao estágio atual da cidade contemporânea. Apresenta os achados sobre a vida pública de autores que se preocuparam em compreender o funcionamento das pessoas nos lugares, e extrai deles técnicas de levantamento da vida pública, sugestões de itens de verificação e de elementos de configuração de espaços públicos que favoreçam a vida pública. A partir daí oferece um método para se conhecer, saber observar, avaliar e, consequentemente, manipular, os principais atributos de um espaço público incidentes no seu desempenho sociológico. Tendo Brasília como objeto de estudo, realiza uma crítica à cidade, ao mostrar que ela não só ainda não vem trabalhando plenamente para favorecer sua vida pública, como muitas vezes vem agindo de forma a ampliar ainda mais as características que a prejudicam. Ao mesmo tempo, mostra que ela pode ser uma cidade que valoriza seus habitantes, ao oferecer-lhes espaços públicos de altíssima qualidade nos quais possa florescer a urbanidade. Caracteriza a estrutura de Brasília, mostra como ela lida com os sujeitos e as atividades nos espaços públicos, e com os elementos de configuração influentes na vida pública. O método proposto é aplicado especificamente na Plataforma Rodoviária e no Eixo Monumental leste, e as recomendações dadas ao final de cada análise vêm como contribuição à cidade, ao mostrar que é possível Brasília ter uma vida pública mais intensa mesmo em seus espaços predominantemente simbólicos, e que isso não macula as características que a fazem única no mundo e que lhe conferiram o título de Patrimônio Cultural da Humanidade. Pelo contrário. ______________________________________________________________________________ ABSTRACTen
dc.description.abstractThis thesis is about public spaces and how to fit or create them in order to favour public life: the set of actions, planned or otherwise, conducted by individuals in public spaces. To do so, the thesis establishes a relationship between architecture and public life, considers architecture as an independent variable and a reality that is constituted by multiple dimensions, one of them sociological (here understood as greater or lesser capacity to promote urbanity), taking as a starting point the Theory of Space Syntax. Then it records activities in public space, gives a brief history of the city from the Industrial Revolution to the contemporary city, in the aspects at stake. It presents findings about public life from authors who care to understand the behavior of people in places, and brings from these authors techniques for characterizing and evaluating public life, suggestions of items to be checked and configurational elements of public spaces that encourage public life. It offers a method to know, observe, assess, and therefore manipulate the key attributes of a public space which bear upon their sociological performance. Brasilia is the object of study and a critique of the city is offered. It shows not only that Brasilia is not working to favor its public life, but is worsening features that affect it. At the same time, it shows that the city can valorize its people and offer them high quality public spaces in which urbanity can flourish. It characterizes the structure of Brasilia, shows how the city deals with the subjects and activities in public spaces, and the configurational elements influential in public life. The proposed method is applied to the Road Platform and the eastern tract of the Monumental Axis. Recommendations given at the end of each analysis come as a contribution to the city and show that Brasilia can have greater public life even in its symbolic places, and that this does not besmirch characteristics that make it unique in the world and that has made Brasilia earn the title of World Cultural Heritage. On the very contrary.en
dc.language.isoPortuguêsen
dc.rightsAcesso Abertoen
dc.titleAo desocupado em cima da ponte. Brasília, arquitetura e vida públicaen
dc.typeTeseen
dc.subject.keywordArquitetura e sociedade - Brasília (DF)en
Appears in Collections:FAU - Doutorado em Arquitetura e Urbanismo (Teses)
UnB - Brasília 50 anos

Show simple item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/10710/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.