Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/9811
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_AndreiaMariaSilvaFranca.pdf4,26 MBAdobe PDFView/Open
Title: Função de pedotransferência para estimativa de estoques de carbono em solo de áreas de Campo Limpo Úmido do Distrito Federal
Authors: França, Andreia Maria da Silva
Orientador(es):: Sano, Edson Eyji
Assunto:: Sensoriamento remoto
Solos - umidade
Geociências
Issue Date: 3-Jan-2012
Citation: FRANÇA, Andreia Maria da Silva. Função de pedotransferência para estimativa de estoques de carbono em solo de áreas de Campo Limpo Úmido do Distrito Federal. 2011. 144 f. Tese(Doutorado em Geologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: Essa pesquisa teve como objetivo principal obter uma função de pedotransferência para estimativa do teor de carbono em áreas de Campo Limpo Úmido do Distrito Federal. A estimativa dos teores de carbono a partir de variáveis de obtenção menos laboriosa, como textura do solo, representou uma medida útil não só para a quantificação do carbono, mas também para facilitar o cálculo de estoques de carbono em solo, que dependem da disponibilidade de dados sobre conteúdo de carbono (em g de C/Kg de solo) e densidade aparente. A pedofunção foi descrita por uma regressão não-linear e a avaliação da sua eficiência da predição foi obtida com base no coeficiente de determinação (R2), no erro-padrão da estimativa (EPE) e interpretação gráfica. Os teores de carbono em solos de Campo Limpo Úmido das classes Gleissolos e Plintossolos, foram estimados com sucesso, com coeficiente de determinação (R2 > 0,8). Os estoques de carbono em solos sob Campo Limpo Úmido foram estimados tanto com dados coletados em campo – medidos – quanto com os dados adquiridos a partir da função de pedotransferência gerada – dados previstos. Para que as estimativas de estoque de carbono em solo fossem realizadas a partir de extrapolação foi necessário discriminar e quantificar áreas de Campo Limpo Úmido (CLU) no Distrito Federal. O mapeamento desses ecossistemas foi realizado por meio de fusão de imagens multiespectrais – Landsat5/TM e CBERS2B/HRC. Imagens de maio a outubro de 2008, da estação seca, foram fusionadas a partir da técnica de processamento IHS. Os resultados mostraram que houve melhora na identificação das áreas de CLU na medida em que permitiu um aumento na discriminação dos alvos já que integrou a maior resolução espacial da banda pancromática à maior resolução espectral das demais bandas. O mapa de distribuição das áreas de CLU indicou um total de aproximadamente 846,61 ha localizadas essencialmente em unidades de conservação. A partir da análise do mapa de áreas de Campo Limpo Úmido e da quantificação da sua área foi possível estimar os estoques de carbono por extrapolação realizando a multiplicação da área total de Campos Limpos Úmidos do DF por seu estoque de carbono correspondente. Considerando uma densidade aparente média do solo de aproximadamente 0,7 g.cm-3, o estoque de carbono estimado até 60 cm de profundidade foi de 184 toneladas/hectare para os dados medidos e de 183 toneladas/hectare para os dados previstos. O estoque estimado para o total de áreas úmidas do DF (846,61 ha) foi de 155.590 Mg.C.ha-1 para os dados medidos e de 154.710 Mg.C.ha-1 para os dados previstos. O teste t aplicado para os estoques de carbono demonstraram que não houve diferenças entre os estoques de carbono no solo estimado por dados de teores de carbono medidos e por dados de teores adquiridos pela função de pedotransferência. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The objective of this research was to obtain a pedotransfer function to estimate the carbon content over humid grasslands of Federal District of Brazil. The estimation of carbon contents from low time-consuming data acquisition variables such as soil texture, represented a useful measurement not only to quantify carbon content but also to facilitate calculation of soil carbon storage which depends on availability of data regarding carbon content (grams of C/kg of soil) and bulk density. The pedofunction was described by a nonlinear regression and the evaluation of its efficiency of prediction was obtained based on coefficient of determination (R2), standard error of estimation and graphical interpretation. The carbon contents in Gleysols and Plintosols under humid grasslands were estimated successfully, with coefficient of determination higher than 0.8. The carbon storages in soils under humid grasslands were estimated from both data gathered in the field – measured – and data estimated from the developed pedofunction transfer equation – predicted data. In order to obtain estimates of soil carbon storage from extrapolation, it was necessary to discriminate and quantify areas of humid grasslands of Federal District. The mapping of these ecosystems was realized by means of multispectral image fusion - Landsat5/TM and CBERS2B/HRC. Images from May to October of 2008 (dry season) were merged by HIS enhancement technique. Results showed that there was an improvement in the identification of areas occupied by humid grasslands since there was an gain in the discrimination of targets once there was an integration of higher spatial resolution of panchromatic band with higher spectral resolution of other bands. The map of distribution of humid grasslands indicated a total of 846.61 hectares located essentially in conservation units. From the analysis of map of humid grassland and from quantifying its area, it was possible to estimate carbon content by extrapolation, realized multiplying the total area of humid grasslands of Federal District by its corresponding carbon content. Considering the average soil bulk density as 0.7 g.cm-3, the estimated carbon storage in 60 cm of soil depth was 184 tons/hectare for measured data and 183 tons/hectare for predicted data. The estimated storage for total area of humid grasslands of Federal District (846.61 ha) was 155,590 Mg.C.ha-1 for measured data and 154,710 Mg.C.ha-1 for predicted data. The t test applied for carbon storages demonstrated that there was no difference between measured carbon storages and estimated carbon storages by pedotransfer function.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2011.
Appears in Collections:IG - Doutorado em Geologia (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/9811/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.