Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/9544
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_EricaAlvarengaBarleto.pdf5,09 MBAdobe PDFView/Open
Title: Respostas ecofisiológicas de Acrocomia aculeata (Jacquin) Loddies ex Martius ao déficit hídrico sazonal e à disponibilidade de nutrientes
Authors: Barleto, Erica Alvarenga
Orientador(es):: Franco, Augusto César
Assunto:: Palmeira
Fisiologia vegetal
Condutância estomática
Fotossíntese
Nutrição mineral
Issue Date: 27-Oct-2011
Citation: BARLETO, Erica Alvarenga. Respostas ecofisiológicas de Acrocomia aculeata (Jacquin) Loddies ex Martius ao déficit hídrico sazonal e à disponibilidade de nutrientes. 2011. 134 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia)–Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: Neste estudo foram avaliadas as respostas fotossintéticas e nutricionais de duas populações, uma de São Paulo e outra do Distrito Federal, da palmeira Acrocomia aculeata submetidas à irrigação, fertilização e sazonalidade climática. Para isso foram desenvolvidos dois experimentos no Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados – Embrapa Cerrados (Planaltina – DF). O primeiro experimento compreendeu parcelas irrigadas e não irrigadas enquanto o segundo, parcelas adubadas e não adubadas. No primeiro, o efeito da irrigação foi positivo para os valores de potencial hídrico da madrugada (Ψmad), transpiração foliar (E) sob saturação de luz, condutância estomática (gs), assimilação de CO2 (ACO2) e E das curvas diárias da estação seca. As concentrações foliares mais altas de Ca e Mg foram encontradas na estação chuvosa; de K e Al na seca; e de B na população de São Paulo (SP). No segundo experimento, a adubação aumentou a produção de folhas e a razão clorofilas/carotenos; os teores de Zn foram maiores para a população de SP; e não houve variações significativas entre as estações dos teores de Mg, Al, B, Fe e Ψmed. Em ambos os experimentos, os valores de gs, ACO2, E sob luz de saturação,curvas diárias, Ψmad, pigmentos fotossintéticos e concentrações foliares de N, S e Cu foram maiores na estação chuvosa. A eficiência intrínseca do uso da água, a eficiência do uso de nitrogênio e a concentração de Zn foram maiores na seca. Os valores de área foliar específica, N, Ca e S foram mais altos para a população de SP e não houve variação significativa da eficiência fotossintética. Conclui-se que no primeiro experimento o suprimento de água utilizado no tratamento de irrigação não foi suficiente para remover os efeitos do déficit hídrico durante o período de seca. No segundo, a adubação não influenciou o metabolismo fotossintético, mas induziu o aumento da produtividade de folhas. Em ambos, houve uma forte influencia da sazonalidade das chuvas e da origem das populações nos principais parâmetros avaliados. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study evaluated photosynthetic and nutritional responses from two populations (one from São Paulo and the other from Distrito Federal) of the palm Acrocomia aculeata submitted to irrigation, fertilization and climate seasonality. For this purpose two experiments were carried in the Agricultural Research Center of the Cerrado - Embrapa Cerrados (Planaltina - DF). The first experiment consisted of irrigated and non irrigated plots, while the second, consisted of fertilized and unfertilized plots. In the first experiment, the effect of irrigation was positive for values of predawn water potential (Ψpd), leaf transpiration (E) under light saturation, stomatal conductance (gs), CO2 assimilation (ACO2) and E daily curves and midday of the dry season. The highest leaf concentrations of Ca and Mg were found in the rainy season; of K and Al in dry season; and of B in the population of São Paulo (SP). In the second experiment, fertilization increased leaf production and the ratio chlorophylls /carotenoids; the level of Zn were higher for the population of SP; and there were not significant variations between seasons for values of Mg, Al, Fe,B and Ψmd. In both experiments, the values of gs, ACO2, E under light saturation, the daily curves, Ψpd, photosynthetic pigments and leaf concentrations of N, S and Cu were higher in the rainy season. The intrinsic efficiency of water use, the efficiency of nitrogen use and Zn were higher in the drought. The values of specific leaf area, N, Ca and S were higher for the population of SP and there was not significant variation in photosynthetic efficiency. It can be concluded that in the first experiment the water supply provided for the irrigation treatment was not sufficient to remove the effects of water deficit during the dry period. In the second, fertilization did not influence the photosynthetic metabolism, but induced an increase in productivity of leaves. In both there was a strong influence of seasonal rains and the origin of the populations in key parameters.
Description: Dissertação (mestrado)–Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, 2011.
Appears in Collections:ECL - Mestrado em Ecologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/9544/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.