Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/9380
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_AlessandraOliveiraMachadoVieira.pdf1,79 MBAdobe PDFView/Open
Title: Idênticos e diferentes: crenças, práticas e interações na socialização de crianças gêmeas
Authors: Vieira, Alessandra Oliveira Machado
Orientador(es):: Branco, Angela Maria Cristina Uchôa de Abreu
Valsiner, Jaan
Assunto:: Gêmeos - psicologia
Interação social
Psicologia - cultura
Issue Date: 4-Oct-2011
Citation: VIEIRA, Alessandra Oliveira Machado. Idênticos e diferentes: crenças, práticas e interações na socialização de crianças gêmeas. 2011. 236 f. Tese (Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde)—Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: Este trabalho se propõe a construir conhecimento acerca dos processos de socialização orientadores para as similaridades ou diferenciações de crianças gêmeas, com especial atenção às dinâmicas de interação social, relacionamentos, padrões comunicativos e metacomunicativos, enquanto orientadores dos processos de coconstrução de significados pessoais e culturais na infância. Relações entre crenças, expectativas sociais e práticas educativas de pais e educadores em relação ao desenvolvimento das crianças também foram consideradas. A gemelaridade monozigótica, objeto deste trabalho, é entendida como fenômeno biológico e social, e também psicológico e cultural, daí o interesse pela compreensão dos sistemas de significados construídos no jogo intersubjetivo e dialógico entre posições pessoais e sociais da situação gemelar. Fundamentado na psicologia cultural (sociocultural construtivista), o objetivo principal foi investigar a dinâmica relacional e os padrões de interação social entre cinco pares de crianças gêmeas (entre 4 e 6 anos de idade), dos quais dois pares de meninos compõem os estudos de caso do presente trabalho de pesquisa. A partir de uma abordagem metodológica qualitativa, vários procedimentos foram utilizados e criados, a saber: (a) abordagem etnográfica e observações diretas no contexto da escola; (b) quatro sessões estruturadas, com cada par e diferentes participantes (professora, mãe, colegas e pesquisadora), onde buscou-se analisar as dinâmicas socioafetivas, comunicativas e metacomunicativas em contextos de brincadeiras e desenhos; e (c) entrevistas semi-estruturadas com pais e professoras. As informações foram analisadas de acordo com os parâmetros de estudos microgenéticos. Os resultados e discussão indicam que: (1) os contrastes e inconsistências de objetivos e dos sistemas de crenças entre o contexto da família, da escola e seus diversos atores, em relação às expectativas para o comportamento, desempenho e relacionamentos de crianças gêmeas, permitem trajetórias flexíveis de desenvolvimento orientados à não sameness; (2) o clima emocional das interações legitima o fenômeno afetivo como tendo posição central nos processos de transformação semiótica das experiências; (3) sameness não é uma característica imposta ou transmitida à criança gêmea, mas coconstruída em suas relações com o co-gêmeo e outros sociais, e depende da qualidade da mediação semiótica em cada contexto; (4) na gênese sociocultural da gemelaridade está em jogo, sobretudo, a dialogicidade constituída através da co-existência de diferentes versões narrativas sobre o desenvolvimento de crianças gêmeas, nas vozes dos adultos e das próprias crianças; (5) as práticas educativas das professoras e sua ação mediadora podem ser potencialmente significativas para a conscientização sobre a importância de se promover experiências e trajetórias distintas para cada criança, capazes de favorecer o desenvolvimento pleno e integrado da criança gêmea, desconstruindo mitos e ressignificando concepções equivocadas sobre o fenômeno da gemelaridade. O presente estudo contribui com uma apresentação teórico-metodológica de investigação sobre a gemelaridade, destacando a importância de abordagens qualitativas e idiográficas na psicologia, que considera a variação interindividual e intraindividual do fenômeno psicológico, permitindo revelar continuidades e rupturas de padrões na micro e ontogenênese das interações sociais. O estudo demonstra o valor da abordagem sociocultural construtivista para o estudo deste tópico, e sugere a necessidade de mais estudos sobre as dinâmicas interativas entre crianças e adultos e, ainda, a participação da mídia, no processo de canalização cultural do desenvolvimento de crianças gêmeas. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present research aims at knowledge construction on socialization processes leading to either sameness or differentiation among twin children. The major emphasis relies on social interactive dynamics, relationships, communicative and metacommunicative patterns, all participating of meaning coconstructive processes during childhood. Relations between beliefs, social expectations, and educational practices of parents and teachers regarding children development were investigated. We focused on monozigotical twinship, and analyzed the phenomenon in its biological, social, psychological and cultural aspects or dimensions. Special stress was put on meanings coconstruction processes and systems that emerged from intersubjective and dialogical personal and social positioning concerning twinship. The study adopted a cultural psychology, sociocultural constructivist perspective. Its main objective was to investigate social interactive patterns typical of ten twin kids, between 4-6 years-old. For the dissertation, we present case studies of two pairs of male twin kids. The qualitative methodology plus an idiographich approach were fundamental for this study. Several procedures were carried out and created to achieve the objectives, namely: (a) ethnographic approach and direct observations within the school contexts; (b) four structured sessions in which the twins interacted with teacher, parents, peers or the researcher to investigate socio-affective dynamics, communication and metacommunication within play contexts, involving toys, games and drawings; (c) semi-structured interviews with parents and teachers. All information were analyzed according to the parameters of microgenetic studies. Results and discussion show that: (1) there are indeed contrasts and inconsistencies among goals, beliefs and expectations in family and school contexts regarding how to treat the twin kids, but what prevails a certain flexibility that allows for trajectories of non-sameness; (2) the emotional atmosphere of social interactions do play a central role in the semiotic coconstruction and experience of kids‟ development; (3) sameness is not imposed on the kids, but it may be coconstructed via relationships with brother and social others, and it also depends on the characteristics of each context; (4) the sociocultural genesis of each twinship condition is influenced by the dialogicity emerging from typical social interactions and diverse narratives embedding the twins; (5) teachers‟ education practices and their mediation role may be very significant to highlight the relevance of distinctive experiences for each child, aiming at promoting the child‟s own singular development. To deconstruct myths and to promote a better understanding of meanings related to twinship is part of their job. In short, the study contributed at both methodological and theoretical levels. It confirmed the importance of qualitative and idiographic investigations to analyze the issue, and how it can help make sense of continuities and ruptures along socialization processes. It also demonstrates the productivity of a sociocultural constructive approach to study the topic, and suggests further investigation of interactive dynamics among children and adults as well as media effects, all considered in terms of their strong influence concerning cultural canalization processes of twin´s development.
Description: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2011.
Appears in Collections:PED - Doutorado em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/9380/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.