Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/9367
Título: Aspectos anatômicos, fenológicos e ecofisiológicos de Melastomataceae em vereda e cerrado sensu stricto
Autor(es): Somavilla, Nádia Sílvia
Orientador(es): Ribeiro, Dalva Graciano
Assunto: Melastomatacea
Anatomia vegetal
Fenologia vegetal
Fisiologia vegetal
Cerrados
Data de publicação: 4-Out-2011
Data de defesa: 20-Abr-2011
Referência: SOMAVILLA, Nádia Sílvia. Aspectos anatômicos, fenológicos e ecofisiológicos de Melastomataceae em vereda e cerrado sensu stricto. 2011. 139 f., il. Tese (Doutorado em Botânica)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Resumo: As veredas são áreas úmidas do bioma Cerrado caracterizadas pela presença da palmeira arbórea Mauritia flexuosa e ocorrem em vales ou áreas planas, associadas a cursos d’água e nascentes. O afloramento permanente ou sazonal e a profundidade do lençol freático influenciam a distribuição das espécies ao longo de um gradiente, caracterizando três zonas: fundo, meio e borda. Na Vereda Grande da Estação Ecológica de Águas Emendadas, Planaltina/DF este gradiente vegetacional está mudando com a colonização da zona de fundo por espécies subarbustivas, em especial Lavoisiera bergii Cogn., Macairea radula (Bonpl.) DC. e Trembleya parviflora (D. Don) Cogn. M. radula e T. parviflora também ocorrem no cerrado sensu stricto que margeia a vereda. Este estudo teve como objetivo analisar as características anatômicas dos órgãos vegetativos destas três espécies nas zonas ainda alagáveis da vereda e comparar com os indivíduos de M. radula e T. parviflora que ocorrem no cerrado sensu stricto adjacente. Além disso, foram analisados padrões de fenologia vegetativa e ecofisiológicos de indivíduos de M. radula nestes dois ambientes para verificar possíveis alterações nestes parâmetros em relação às condições de cada ambiente e sazonalidade. A análise estrutural mostrou que as três espécies desenvolvem aerênquima esquizo-lisígeno na raiz e espaços aerenquimatosos nos caules jovens. A endoderme está presente em raízes e caules primários. Com o crescimento secundário, estes órgãos desenvolvem poliderme aerenquimatosa quando imersos. Estes tecidos são constitutivos aparecendo nestes mesmos órgãos de indivíduos de M. radula e T. parviflora em solo não alagável do cerrado sensu stricto. As folhas destas três espécies apresentam características escleromorfas como células epidérmicas de paredes espessas, estômatos somente na face abaxial, hipoderme, esclerofilia e tricomas. L. bergii e M. radula também apresentam emergências esclerificadas. As folhas de M. radula e T. parviflora diferem quantitativamente entre os ambientes com caracterização de folhas de sol para as da vereda e de folhas de sombra para as do cerrado sensu stricto. Em relação à fenologia vegetativa, os indivíduos de M. radula apresentaram semelhança entre os ambientes na maioria dos padrões, exceto na produção e queda de ramos laterais e de folhas. Quanto aos dados ecofisiológicos os indivíduos da vereda atingiram taxas mais altas para a maioria dos parâmetros de trocas gasosas, embora somente a fotossíntese e condutância estomática mostraram diferenças significativas (P<0,05) na estação chuvosa. Os indivíduos dos dois ambientes mostraram controle hídrico na estação seca em relação à estação chuvosa expresso pelos valores de potencial hídrico menos negativos ao meio-dia na estação seca. Conclui-se, portanto, que as três espécies possuem características estruturais e, no caso da M. radula, também ecofisiológicas para suportar os alagamentos periódicos na zona de fundo da vereda. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The palm swamps are wetlands in the Cerrado biome characterized by the occurrence of arboreal palm Mauritia flexuosa. They occur in valleys or plane areas, associated to creeks and springs of water. The permanent or seasonal upwelling and the depth of the water table influence the species distribution along a gradient, featuring three zones: back, intermediate and boarder zones. In the palm swamp Vereda Grande, located in the Estação Ecológica de Águas Emendadas (protected area), Planaltina/DF, this vegetation gradient is changing with the colonization of the back zone by shrubby species, in particular Lavoisiera bergii Cogn., Macairea radula (Bonpl.) DC. and Trembleya parviflora (D. Don) Cogn. M. radula and T. parviflora also occur in the Cerrado sensu stricto which bounds the palm swamp. This study aimed to examine the anatomical characteristics of vegetative organs of these three species in the yet flooding areas of the palm swamp and to compare with the specimens of M. radula and T. parviflora occurring in the adjacent Cerrado sensu stricto. Moreover, we analyzed vegetative phenology and ecophysiological patterns of specimens of M. radula in these two environments to check for possible changes in these parameters in respect of each environment and seasonality. The structural analysis showed that the three species develop schizo-lysigenous aerenchyma in the root and aerenchymatous spaces in the young stems. The endoderm is present in roots and stems. With secondary growth, these organs develop aerenchymatous polyderm when immersed. These tissues are constitutive, appearing in these same bodies of specimens of M. radula and T. parviflora non-flooding soil of Cerrado sensu stricto. The leaf blades of these three species present scleromorphics characteristics as thick-walled epiderm cells, stoma only on the lower surface, hypoderm, sclerophylly and trichomes. L. bergii and M. radula also present emergences sclerifieds. The leaf blades of M. radula and T. parviflora differ quantitatively between environments with characterization of sun leaves for the palm swamp and shade leaves for Cerrado sensu stricto. In relation to the vegetative phenology, specimens of M. radula present similarity between the environments in most patterns, except in the production and falling of side branches and leaves. As regards the ecophysiological data the specimens of the palm swamp reached higher rates for most gas exchange parameters, although only the photosynthesis and stoma conductance showed significant differences (P < 0.05) in the rainy season. The specimens of both environments showed water control in dry season when compared with the rainy season as expressed by the less negative water potential at noon in the dry season. It is therefore concluded that the three species have structural features and, in the case of M. radula, also ecophysiological features to support the periodic flooding in the back zone of the palm swamp.
Informações adicionais: Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Botânica, 2011.
Aparece nas coleções:BOT - Doutorado em Botânica (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_NadiaSilviaSomavilla.pdf6,08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.