Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/933
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_AdrianaSilva.pdf817,38 kBAdobe PDFView/Open
Title: Um modelo dinâmico de arquitetura da informação organizacional baseado em sistemas flexíveis
Authors: Silva, Adriana da
Orientador(es):: Fernandes, Jorge Henrique Cabral
Assunto:: Sistemas de informação
Informação
Conhecimento
Hermenêutica
Sistemas de recuperação da informação
Issue Date: 30-Sep-2008
Citation: SILVA, Adriana da. Um modelo dinâmico de arquitetura da informação organizacional baseado em sistemas flexíveis. 2008. 112 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Os sistemas de informação atendem apenas parcialmente às necessidades de seus usuários nas organizações das quais fazem parte, pois não conseguem alcançar plenamente os objetivos propostos a cada nova interação entre organização e sistema. Esta insatisfação é chamada de gap semântico. As abordagens tradicionais para os sistemas de nformação, especialmente as relacionadas ao design ou concepção, fundamentam-se em rígidos pressupostos técnicos que não consideram plenamente os fatores sociais ou psicológicos presentes na organização da qual este novo sistema fará parte. São abordagens que usualmente resultam em soluções rígidas, para contextos que requerem tratamento flexível, por serem parte da subjetividade humana e visão de mundo diferenciada em um contexto organizacional. Este trabalho propõe um modelo flexível para interpretação do gap semântico que considera a dinamicidade da informação, o pensamento sistêmico, o ciclo motivacional das necessidades humanas e os aspectos hermenêuticos na construção do conhecimento, para compreensão e interpretação de questões relevantes durante o ciclo de vida dos sistemas de informações. Conseqüentemente, o modelo contribui para a compreensão e redução do gap ou lacuna entre as necessidades organizacionais e a solução provida aos usuários e clientes dos sistemas de informação organizacionais. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Information Systems offer only partial satisfaction to the needs of their users. At each new iteration between organization and information system there is always a gap between the goals proposed by the organization and the goals reached by the system. This gap is called the semantic gap. Nowadays, this gap is broader than it should due to the heavy use of traditional approaches for information systems design. Such approaches are based and rigid technical suppositions which do not take into account most of the social and psychological factors that exist into their enclosing organizational environment. They usually produce rigid solutions for contexts that demand flexibility. Given the organizations human subjectivity and diversified work views, this work proposes a flexible model for interpretation of the semantic gap. Such model provides answers to relevant questions that arise during the life cycle of information systems. The model takes into account systems thinking, the motivational cycle of human’s needs, hermeneutics and information technology management models. It helps into the compreension and reduction of the semantic gap between organization’s needs and organizational information system’s solutions.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Ciência da Informação e Documentação, 2008.
Appears in Collections:FCI - Mestrado em Ciência da Informação (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/933/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.