Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/9271
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_InsustentabilidadeProducaoResiduos.pdf159,76 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Insustentabilidade e produção de resíduos : a face oculta do sistema do capital
Outros títulos: Unsustainability and waste production : the hidden face of the capital system
Autor(es): Zaneti, Izabel Cristina Bruno Bacellar
Sá, Laís Maria Borges de Mourão
Almeida, Valéria Gentil
Assunto: Resíduos sólidos
Relações trabalhistas
Desenvolvimento sustentável
Inclusão social
Reciclagem
Data de publicação: Jan-2009
Referência: ZANETI, Izabel Cristina Bruno Bacellar; SÁ, Laís Maria Borges de Mourão; ALMEIDA, Valéria Gentil. Insustentabilidade e produção de resíduos: a face oculta do sistema do capital. Sociedade e Estado, Brasília, v. 24, n. 1, p. 173-192, jan./abr. 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/se/v24n1/a08v24n1.pdf>. Acesso em: 21 set. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69922009000100008.
Resumo: O artigo propõe uma reflexão sobre as condições estruturais que determinam o fenômeno dos sistemas de reciclagem de resíduos sólidos na sociedade contemporânea, com especial ênfase no aspecto das relações de trabalho e na lógica da produção. Nesta perspectiva, examina-se a relação entre a produção de resíduos, o desequilíbrio ecológico e o estágio atual de desenvolvimento das forças produtivas, dentro da racionalidade do sistema de produção do capitalismo avançado, baseado na exacerbação do consumo e do descarte. Conclui-se que, na hipótese de um processo real de sustentabilidade, controlado pelo Estado – para além da regulação sociotécnica e econômica por um sistema de gestão integrada, desde a produção do lixo-resíduo-mercadoria, até a disposição final e a reintrodução do mesmo na cadeia produtiva – seria necessário contar com a disposição da gestão pública no sentido de implementar processos coletivos capazes de atuar sobre as dimensões cultural e educacional da sustentabilidade, alterando os padrões sociais de produção e consumo. ___________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This study examines the structural conditions that determine the phenomenon of solid waste recycling systems in contemporary society, focusing largely on work relations and on the logic of production. From this perspective, it analyses the relation among waste production, ecological imbalance and the current stage of the development of production forces within the production system of advanced capitalism, which is based on the exacerbation of consumption and waste disposal. It was found that, in the hypothesis of a real process of sustainability, controlled by the State (apart from the socio-technical and economic regulation by an integrated management system, from the production of garbage-waste-supply until its final disposal and reintroduction in the productive chain), it would be necessary to have effective public management aiming at implementing collective processes that would act upon the cultural and educational dimensions of sustainability, changing thus the social patterns of production and consumption.
DOI: 10.1590/S0102-69922009000100008
Aparece nas coleções:TEF - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons