Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8988
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_RodrigoJosedePaulaSilvaCaetano.pdf303,83 kBAdobe PDFView/Open
Title: A comunicação como ferramenta para divulgar e promover a declaração universal sobre bioética e direitos humanos da Unesco
Authors: Caetano, Rodrigo José de Paula e Silva
Orientador(es):: Garrafa, Volnei
Assunto:: Políticas públicas
Bioética de Intervenção
Plano de Comunicação
Populações vulneráveis
Issue Date: 8-Jul-2011
Citation: CAETANO, Rodrigo José de Paula e Silva. A comunicação como ferramenta para divulgar e promover a declaração universal sobre bioética e direitos humanos da Unesco. 2011. 98 f. Dissertação (Mestrado em Bioética)—Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: A Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos da Unesco é um dos pilares que pautam a agenda biotecnocientífica mundial do século 21. Contudo, o referido documento é insuficientemente conhecido em âmbito internacional, tanto entre os próprios países signatários da mesma, como pela população e pela comunidade acadêmica. Para que os princípios e o conteúdo da Declaração sejam mais assimilados, é indispensável a adoção de estratégias de Comunicação para maior divulgação do conteúdo por ela abordado. O presente estudo objetiva propor - por meio de um Plano de Comunicação (conjunto de estratégias e ações) - a incorporação dos princípios da Declaração nas políticas públicas, no cotidiano das universidades, centros de pesquisa e pelos próprios cidadãos. Por meio de estratégias programáticas, além de contribuir para maior divulgação da bioética, o trabalho estabelece instrumentos democráticos cuja meta é o empoderamento, a libertação e a emancipação – referenciais da Bioética de Intervenção - das populações mais vulneráveis. A conseqüência desejada é uma maior divulgação internacional da Declaração e dos princípios da bioética, contribuindo para a transformação da realidade social dos Países-Membro das Nações Unidas, especialmente daqueles menos desenvolvidos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Universal Declaration on Bioethics and Human Rights of Unesco is one of the basis of the 21 century world biotecnocientific agenda. In spite of that, the document is not sufficiently known worldwide, not only among the signatory countries, but also by the population and the academic community. In order to allow the Declaration principles and contents to be more assimilated, it is necessary to adopt communication strategies to disseminate its content. This paper aims to propose – throughout a Communication Plan – the incorporation of the Declaration principles in politics, in universities, research centers and by citizens themselves. Besides, this study establishes democratic devices whose purposes are the empowerment, the liberation and the emancipation – principles of the Bioethics of Intervention – of the most vulnerable populations. The desired consequences is a bigger international spread of the Declaration and of the principles of bioethics which will contribute to transform social reality of the United Nations member countries, specially of the least developed ones.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2011.
Appears in Collections:DSC - Mestrado em Bioética (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8988/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons