Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8971
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_LorenaMaltaFeitoza.pdf9,98 MBAdobe PDFView/Open
Title: Assinatura geofísica das rochas alcalinas da porção norte da província alcalina de Góias.
Authors: Feitoza, Lorena Malta
Orientador(es):: Carmelo, Adriana Chatack
Assunto:: Petroquímica
Geociências
Rochas
Issue Date: 7-Jul-2011
Citation: FEITOZA, Lorena Malta. Assinatura geofísica das rochas alcalinas da porção norte da Província Alcalina de Góias. 2011, ix, 182f., il. Dissertação (Mestrado em Geofísica Aplicada)-Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2011.
Abstract: As rochas alcalinas da região de Iporá (Goiás) fazem parte da Província Alcalina de Goiás (PAGO) e vêm sendo estudadas desde o fim da década de 1960. Essa região foi afetada por importantes eventos de magmatismo alcalino durante o Cretáceo Superior, em particular, em regiões submetidas a arqueamentos crustais, condicionadas por falhamentos regionais com direção preferencial NW–SE. Esse ambiente inclui desde complexos máfico–ultramáficos alcalinos, rochas alcalinas subvulcânicas e vulcânicas. Esta pesquisa incide no estudo da porção norte da Província Alcalina de Goiás com área–alvo o Complexo Alcalino Fazenda Buriti, que é constituído por diferentes litotipos como: associação gabro–essexítica, nefelina sienito, microsienito, diques de basanito e sieno–diorito. As propriedades petroquímicas apresentadas por esses litotipos definem um padrão magnético anômalo que é característico das intrusões, em forma elipsoidal, na região. Esse comportamento magnético apresenta valores de campo variado que permite a individualização dos litotipos que constituem o Complexo. A gamaespectrometria mostra as diferenças composicionais das rochas do Complexo, com anomalias em forma elipsoidal e concentrações de radioelementos caracterizadas por valores intermediários a baixos. Desta forma, esta pesquisa fornece subsídios para um melhor entendimento da porção norte da Província Alcalina de Goiás, a partir da resposta geofísica integrada aos dados geológicos tendo como área alvo o Complexo Alcalino Fazenda Buriti. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The alkaline rocks of Ipora region, part of the Goias Alkaline Province (GAP) that includes mafic-ltramafic alkaline complexes, subvolcanic and volcanic alkaline rocks, have being studied since the late 1960's. This region was affected by important events of alkaline magmatism during Late Cretaceous, in particular those areas submitted to cristal upwelling controlled by NW-SE trending regional faults. The study area is inserted of the northern portion in the GAP, but the target area is the Fazenda Buriti Alkaline Complex. This Complex made up of different rock types such as essexite-gabbro association, nepheline syenite, microsyenite, basanite dikes and syeno-diorite. The petrochemical propertics of these rocks define an anomalous ellipsoidal shape magnetic pattern typical of the region. This magnetic behaviour shows a variety of field values that allows individualization of rocks make up the complex. The gamma –ray spectrometry shows that the rocks constituting the Alkaline Complex presents medium to low values concentrations of the three elements K, eTh, and eU. These gamma-ray signatures indicate compositional differet rock types from Intrusive Plutonic Complex. Therefore, this research in the Fazenda Buriti Alkaline Complex provides insights for a better understanding of the northern portion of geophysical behaviour to geological data.
Description: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Instituto de Geociências, 2011.
Appears in Collections:IG - Mestrado em Geociências Aplicadas (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8971/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.