Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8838
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_MarivâniaGarciadaRocha.pdf1,88 MBAdobe PDFView/Open
Title: Fatores limitantes à expansão dos sistemas produtivos de palma na Amazônia
Authors: Rocha, Marivânia Garcia da
Orientador(es):: Castro, Antônio Maria Gomes de
Assunto:: Agroindústria
Produtividade agrícola
Óleo de palmeira
Cultivo
Amazônia Legal
Óleos vegetais
Issue Date: 30-Jun-2011
Citation: ROCHA, Marivânia Garcia da. Fatores limitantes à expansão dos sistemas produtivos de palma na Amazônia. xii, 2011. 133 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronegócios)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: O mercado de óleos vegetais encontra-se em plena ascensão no mundo. O cultivo da palma (palmácea do gênero Elaeis), cujos maiores produtores mundiais são Malásia e Indonésia, tem se destacado nesse mercado pelas vantagens decorrentes do seu aspecto produtivo. A liderança desses países assentou-se na atuação conjunta entre setor público e privado, garantindo a ampliação sucessiva dos plantios e o incremento da agroindústria. No Brasil, o desenvolvimento dessa cultura poderia substituir as importações de óleo de palma, bem como promover a recuperação de áreas desmatadas na Amazônia. Contudo, a despeito das condições naturais favoráveis ao cultivo no país, a produção de palma não se desenvolveu. Este trabalho foi estruturado a partir do marco conceitual sobre o enfoque sistêmico no agronegócio e o conceito de cadeias produtivas associado às variáveis de desenvolvimento propostas nos modelos teóricos de Porter e Alves, sob uma perspectiva comparativa acerca da evolução do agronegócio de palma na Indonésia, Malásia, Colômbia e Brasil. O objetivo foi identificar os principais fatores limitantes à expansão dos sistemas produtivos de palma na Amazônia. Ressaltam-se entre estas limitações, a falta de desenvolvimento de políticas públicas e de estratégias competitivas de longo prazo. Com efeito, a ausência de investimentos nas áreas de pesquisa e infraestrutura, bem como de financiamento e apoio ao pequeno produtor, tem comprometido a expansão dessa atividade produtiva. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The vegetable oil market is rising worldwide. The farming of palm (Elaeis), whose largest producers are Malaysia and Indonesia, has shown to be of great importance due to its high productivity. The leadership of these countries was based on the joint action between public and private sectors, ensuring the expansion of plantations and the subsequent increase in agribusiness. In Brazil, this development could replace imports of palm oil, and promote the recovery of deforested areas in Amazonia. However, despite the favorable natural conditions for cultivation in the country, the production of palm has not developed. This work was structured from the conceptual framework on the systemic approach in agribusiness supply chains and the concept of variables associated with the proposed development on the theoretical models of Porter and Alves, under a comparative perspective of the palm agribusiness evolution in Indonesia, Malaysia, Colombia and Brazil. The objective was to identify the main factors limiting the expansion of palm production systems in Amazonia. Among these limitations are the lack of public policy development and long-term competitive strategies. Indeed, the lack of investment in research and infrastructure, as well as funding and support for the small producer, has limited the expansion of this productive activity.
Description: Dissertação (Mestrado em Agronegócios)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Appears in Collections:FAV - Mestrado em Agronegócios (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8838/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.