Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8325
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_HeilaMagaliSilvaVeiga.pdf1,68 MBAdobe PDFView/Open
Title: Comportamento pró-ativo : relações com valores organizacionais, estímulos e barreiras à criatividade nas organizações e normas sociais
Authors: Veiga, Heila Magali da Silva
Orientador(es):: Faria, Maria de Fátima Bruno de
Torres, Cláudio Vaz
Assunto:: Behaviorismo (Psicologia)
Criatividade nos negócios - trabalhadores
Issue Date: 10-Jun-2011
Citation: VEIGA, Heila Magali da Silva. Comportamento pró-ativo: relações com valores organizacionais, estímulos e barreiras à criatividade nas organizações e normas sociais. 2010. 249 f.,il. Tese (Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: A variável critério deste estudo é o comportamento pró-ativo, o qual se refere a comportamentos em que o trabalhador ativamente busca por oportunidades de mudança com vista a beneficiar a organização. Os antecedentes incluídos no modelo de investigação foram: valores organizacionais, estímulos e barreiras à criatividade nas organizações e norma social. Para teste do modelo, foi utilizada uma amostra não probabilística de conveniência de 435 trabalhadores de cinco organizações públicas e privadas do Distrito Federal. Os participantes responderam a uma medida de norma social para a pró-atividade, desenvolvida para o presente trabalho; à escala revalidada de comportamentos pró-ativos nas organizações; ao inventário de perfis de valores organizacionais (IPVO) e à medida de criatividade. O teste geral do modelo comprovou as relações hipotetizadas, sendo que estímulos e barreiras à criatividade foi a variável com maior poder de explicação. Os demais resultados são discutidos no trabalho e analisados à luz da teoria. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The dependent variable of this study is Personal Initiative, which refers to a behaviors one actively seeks opportunities to benefit the organization. The antecedent variables included in the research model were: organizational values, stimuli and barriers to organizational creativity, and social norm. To test this model, it was used a non-probabilistic sample of convenience of 435 workers from five private and public organizations of the Brazilian Federal District. Participants responded to an instrument to measure social norm, developed to the present research; the revalidated scale of Personal Initiative; the Organizational Values Profile Inventory (IPVO); and a scale of Organizational Creativity. The general model proposed was confirmed, with creativity being the variable that offers the higher prediction. Other results are discussed at the study and analyzed in the light of the theory.
Description: Tese (doutorado)-Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2010.
Appears in Collections:PSTO - Doutorado em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações (Teses)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8325/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.