Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8318
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_Dissert_RitaMatosCoitinho.pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open
Title: A classe trabalhadora frente às mudanças no perfil do assalariamento no Brasil
Authors: Coitinho, Rita Matos
Orientador(es):: Dal Rosso, Sadi
Assunto:: Classes sociais
Trabalhadores
Salários - Brasil
Issue Date: 10-Jun-2011
Citation: COITINHO, Rita Matos. A classe trabalhadora frente às mudanças no perfil do assalariamento no Brasil. 2007. 157 f., il. Dissertação (Mestrado em Sociologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2007.
Abstract: O presente trabalho discute a atualidade e a aplicabilidade do conceito de classes sociais para a análise da sociedade brasileira contemporânea e procura demonstrar quem são os componentes da classe trabalhadora na atualidade. Em um primeiro momento, a partir da discussão de textos sociológicos clássicos e contemporâneos, procuramos encontrar um modelo adequado ao estudo das classes sociais no Brasil. Nosso entendimento foi de que as classes sociais definem-se pelas relações de produção, ou, mais precisamente, pela posição ocupada na divisão social do trabalho. Em relação à classe trabalhadora, consideramos a necessidade de se pensar o conceito de forma ampliada, de modo a abarcar a totalidade dos indivíduos cuja sobrevivência depende exclusivamente da venda de sua força de trabalho e seus familiares, aí incluindo-se também o contingente de pessoas desempregadas. Em um segundo momento mostramos como, historicamente, o Brasil tornou-se um país plenamente capitalista, podendo por isso ser estudado a partir do instrumental sociológico construído para a análise desta formação social, particularmente, o entendimento de que são duas as classes mais importantes nas sociedades capitalistas: a classe dos capitalistas e a classe dos trabalhadores. Com o objetivo de chegar a uma delimitação mais aproximada da classe trabalhadora brasileira, elegemos o assalariamento como principal objeto de análise. Na análise de duas décadas (1980 e 2000), feita com base nos dados dos censos do IBGE, observamos que o assalariamento é o principal meio de inserção dos brasileiros no mundo do trabalho e que o emprego industrial vem perdendo espaço para o setor terciário. Por conta disto ganha relevância o entendimento de que o conceito de classe trabalhadora transborda os limites do trabalho fabril, abarcando todas as formas de trabalho assalariado, da mesma maneira como o capital se expande para os mais diversos tipos de atividade econômica. Nossa conclusão aponta para a permanência da centralidade do trabalho assalariado no Brasil contemporâneo e mostra que as mudanças ocorridas nas últimas décadas tornaram mais complexa a análise da classe trabalhadora, uma vez que esta se encontra mais fragmentada. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present work discusses the social class concept applicability and its contemporaneousness for the analysis of the Brazilian society and intends to demonstrate who are the components of the working class nowadays. In a first moment, starting from the discussion of classical and modern sociological texts, we meant to ascertain an adequate model for analyzing the social classes in Brazil. Our understanding was that the social classes are defined by production relationships, or, being more precise, by the position occupied by the selected individual in the social division of labor. Regarding the working class, we considered the necessity of stretching out this concept, in order to engross all individuals and respective families that survive exclusively from the selling of their labor, together with the unemployed mass. Secondly, we show how, historically, Brazil has become an utterly capitalist country, enabling us to apply sociological tools used for the study of such social formation, in particular, the understanding that two are the most important classes in a capitalist society: the capitalists and the workers. So as to arise into a more precise definition of the Brazilian working class, we choose wages as the main focus of our analysis. From the data of 1980 and 2000 Brazilian economic census, we observed waging as being the main entry point for the Brazilians in the working world and that industrial jobs have been loosing space due to an increase on outsourcing of services. As for that, it becomes more relevant the idea that the concept of working class is not limited to a unique job specialty but extensive to all forms of paid work, the same as with the capital, which expands itself to the most diverse types of economical activities. Our conclusion points out the remaining of waged work as the core element in the Brazilian social organization and evidences the complexity of analyzing the contemporaneous Brazilian working class due to changes in its structure (in special its fragmentation), which has been happening over the last decades.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2007.
Appears in Collections:SOL - Mestrado em Sociologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8318/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.