Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8119
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_FredericoHartmanndeSouza.pdf714,47 kBAdobe PDFView/Open
Title: Protecionismo, salários e emprego no Brasil
Authors: Souza, Frederico Hartmann de
Orientador(es):: Pinto, Maurício Barata de Paula
Assunto:: Economia do mercado - Brasil
Salários - Brasil
Relações econômicas internacionais - trabalhadores
Renda - distribuição
Desenvolvimento econômico
Issue Date: 30-May-2011
Citation: SOUZA, Frederico Hartmann de. Protecionismo, salários e emprego no Brasil. 2010. xii, 143 f., il. Dissertação (Mestrado em Economia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar, sob a ótica do modelo de fatores específicos, o impacto da abertura comercial sobre os rendimentos da mão-de-obra e o emprego no Brasil. Na primeira parte, realizou-se uma revisão da literatura, analisandose estudos que fizeram uma análise similar para o caso brasileiro. A análise do tema utilizando o modelo de fatores específicos ainda é inédita no Brasil. Na segunda parte, desenvolveu-se o modelo de fatores específicos de Jones e Ruffin (2008) para o caso de N setores. Todas as variáveis necessárias para a aplicação do modelo encontram-se na matriz de insumo-produto publicada pelo IBGE, com exceção das elasticidades de substituição entre os fatores de produção, que deveriam ser estimadas. Na terceira parte, estimaram-se as elasticidades de substituição para os setores industriais da economia brasileira, através de dados da pesquisa industrial anual, também publicada pelo IBGE. Concluiu-se que a redução da alíquota de importação eleva a renda real do trabalhador brasileiro e que o trabalho migra dos setores importadores para os exportadores. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The goal of this work is to verify the impact of trade liberalization on real wages and employment in Brazil using the specific factors model. In the first part, the Brazilian papers which made a similar analysis were reviewed. Until now, the specific factors approach in the Brazilian case analysis has been unpublished. In the second part, we extend Jones and Ruffin’s (2008) model to N sectors. All the necessary data are in the Brazilian input-output table, published by the Brazilian census bureau (IBGE), except for the elasticities of substitution between labor and capital, which must be estimated. In the third part, the elasticities of substitution in the Brazilian manufacturing industries were estimated based on data from the annual industry research (PIA), also published by IBGE. We conclude that, by reducing the tariffs on imports, the real wages increase and employment turns from import sectors to export ones.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Economia, Programa de Pós-Graduação em Economia, 2010.
Appears in Collections:ECO - Mestrado em Economia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8119/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.