Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8118
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_DanieldeAbreuPereiraUhr.pdf374,61 kBAdobe PDFView/Open
Title: Teoria da agência comum, grupos ambientalistas e a proteção ambiental no Brasil
Authors: Uhr, Daniel de Abreu Pereira
Orientador(es):: Mueller, Bernardo Pinheiro Machado
Assunto:: Economia - organizações não-governamentais
Economia ambiental
Economia - aspectos sociológicos
Economia - política pública - meio ambiente
Issue Date: 30-May-2011
Citation: UHR, Daniel de Abreu Pereira. Teoria da agência comum, grupos ambientalistas e a proteção ambiental no Brasil. 2010. 66 f. Dissertação (Mestrado em Economia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: O primeiro objetivo deste trabalho é testar a hipótese de que as ONGs ambientais impactam de forma significativa a qualidade ambiental no Brasil. Apresentamos uma resenha do desenvolvimento das ONGs ambientais no Brasil e testamos empiricamente a hipótese. Os resultados confirmaram a significância das entidades ambientalistas. O segundo objetivo deste trabalho é testar se o grupo formado pelas ONGs ambientais, mesmo com recursos escassos (votos e contribuições financeiras) consegue influenciar de forma efetiva a ação do governo. Modelamos o problema através da teoria de agência comum (BERNHEIN & WHINSTON, 1986; GROSSMAN & HELPMAN, 1994, 1999; DIXIT, 1996; HOLMSTROM & MILGROM, 1991), onde os principais (ONGs Ambientais, Produtores Rurais e Eleitores) buscam influenciar a ação do agente (Governo) para satisfazerem seus próprios interesses. As conclusões do modelo são coerentes com as características das ONGs ambientais. Além disso, aplicamos um modelo empírico e os resultados confirmam a significância das ONGs ambientais.
Abstract: The first goal of this work is to test if the environmental NGOs impact in a significant manner the environmental quality in Brazil. To do so, we present a review about the development of such NGOs in Brazil and then we test empirically the hypothesis. The results have endorsed the significance of environmental entities. The second goal we propose is to test if the group formed by the environmental NGOs, even with scarce resources (votes and financial contributions), succeeds in influencing effectively the government’s actions. We model this problem through the common agency theory (BERNHEIN & WHINSTON, 1986; GROSSMAN & HELPMAN, 1994, 1999; DIXIT, 1996; HOLMSTROM & MILGROM, 1991), were the principals (environmental NGOs, farmers and voters) search to influence the agent’s action (the Government) to satisfy their own interests. The model’s conclusions are coherent with the features of environmental NGOs. Besides, the results of this empirical model also show the significance of them.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Departamento de Economia, Programa de Pós-Graduação em Economia, 2010.
Appears in Collections:ECO - Mestrado em Economia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8118/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.