Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/8036
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_SubstituiçãoFenoTifton.pdf50,09 kBAdobe PDFView/Open
Title: Substituição do feno de tifton pelo resíduo úmido de cervejaria em dietas de ovinos em mantença
Other Titles: Wet brewers’ grain as replacement for hay in maintenance sheep diet
Authors: Cabral Filho, Sérgio Lúcio Salomon
Bueno, Ives Cláudio da Silva
Abdalla, Adibe Luiz
Assunto:: Feno de tifton
Ovino
Suplementação nutricional
Issue Date: Jan-2007
Citation: CABRAL FILHO, Sérgio Lúcio Salomon; BUENO, Ives Cláudio da Silva; ABDALLA, Adibe Luiz. Substituição do feno de tifton pelo resíduo úmido de cervejaria em dietas de ovinos em mantença. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 65-73, jan./mar. 2007. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/1160/1250>. Acesso em: 24 maio 2011.
Abstract: O resíduo úmido de cervejaria é um subproduto disponível ao longo do ano, podendo ser utilizado como um substituto das forragens durante os períodos críticos. O objetivo deste estudo foi avaliar a utilização do resíduo úmido de cervejaria como substituto do feno em dietas exclusivas de volumoso para ovinos. Mantiveram-se seis ovinos machos da raça Santa Inês em gaiolas de metabolismo em um delineamento experimental de quadrado latino múltiplo de 3 x 3, com dietas experimentais 100% de feno de Tifton 85 capim-bermuda (Cynodon ssp) (FT), 67% de FT + 33% de resíduo de cervejaria (RUC33) e 33% de FT + 67% de resíduo de cervejaria (RUC67). O ensaio avaliou o consumo voluntário, a digestibilidade aparente in vivo da matéria seca, da matéria orgânica, da proteína bruta, e das fibras em detergente neutro e em detergente ácido, pH ruminal e perfil de nitrogênio (N) amoniacal. O consumo voluntário foi de 1.090, 1.129 e 737 (EP = 66,9) g MS dia-1 nas dietas FT, RUC33 e RUC67, respectivamente. A digestibilidade aparente da matéria seca não foi afetada pelos tratamentos, mas a inclusão do resíduo aumentou a digestibilidade da proteína bruta. Os perfis de N-NH3 no rúmen foram semelhantes em todos os tratamentos e o pH ruminal diferiu entre os tratamentos (6,26; 5,98 e 6.28 (EP = 0,05 ) no FT, RUC33 e RUC67, respectivamente). Os animais apresentaram diminuição no consumo quando o resíduo foi oferecido nas quantidades de 67% da MS. __________________________________________________________________________________________ ABSTRACT
Wet brewers’ grain (RUC) is an available by-product throughout the year and its fiber fractions could replace forage fibers during critical periods. The aim of this study was to evaluate wet brewers’ grain as a substitute for hay in exclusive forage diets for sheep. Six Santa Inês male sheep were kept in metabolic cages in a 3x3 multiple Latin square, in which the experimental diets were 100% Tifton 85 Bermudagrass (Cynodon ssp) hay (FT), 67% FT + 33% wet brewer’s grain (RUC33) and 33% FT + 67% wet brewers’ grain (RUC67). The study evaluated voluntary intake, in vivo apparent digestibility of dry matter (DM), organic matter (OM), crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF) and acid detergent fiber (ADF), rumen pH and ammonia-N profiles. Voluntary intake was 1090, 1129 and 737 (SE = 66.9) g DM day-1 for diets FT, RUC33 and RUC67, respectively. Dry matter apparent digestibility was not affected by treatments, but the brewers’ grain inclusion increased crude protein digestibility. Rumen ammonia-N content profiles were similar for all treatments and pH differed among treatments (6.26, 5.98 and 6.28 (SE = 0.05) for FT, RUC33 and RUC67, respectively). By-product inclusion reduced DM intake at level of 67%.
Appears in Collections:FAV - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/8036/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons