Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7945
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_AntonioJoseJuliani.pdf14,84 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A sustentabilidade do desenvolvimento no estado de São Paulo : impactos do etanol
Autor(es): Juliani, Antônio José
Orientador(es): Pereira Filho, Saulo Rodrigues
Assunto: Desenvolvimento sustentável - São Paulo (Estado)
Cana-de-açúcar
Política pública
Impacto ambiental - São Paulo (Estado)
Data de publicação: 23-Mai-2011
Referência: JULIANI, Antônio José. A sustentabilidade do desenvolvimento no estado de São Paulo: impactos do etanol. 2010. xxii, 243 f., il. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável)-Universidade de Brasília, 2010.
Resumo: A necessidade de ampliar o uso de fontes renováveis de energia para proporcionar segurança ao suprimento energético e reduzir os impactos ambientais associados aos combustíveis fósseis, encontra no etanol de cana-de-açúcar, alternativa que tem viabilidade econômica e tem significativo potencial de expansão. De acordo com o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio do etanol e da bioeletricidade, a cana -de-açúcar representa atualmente a segunda mais importante fonte primária e a principal forma de energia renovável na matriz energética brasileira. Este trabalho busca avaliar a sustentabilidade do processo de desenvolvimento sócio - econômico dos municípios que estão envolvidos com a produção de etanol no estado de São Paulo. O objetivo é contribuir para o preenchimento das lacunas existentes nas pesquisas relacionadas com o tema e que são importantes para o estabelecimento de políticas públicas orientadas para a gestão sustentável dos recursos naturais brasileiros. Da análise de trabalhos publicados é feita contextualização do conceito de desenvolvimento sustentável com a abordagem das várias definições propostas por estudiosos do tema. A avaliação proposta nesse trabalho é feita por meio de indicadores das dimensões sócio-econômica e ambiental dos municípios que estão envolvidos com a produção de etanol no estado de São Paulo e que possuem área plantada com cana-de-açúcar acima de 5.000 hectares, que perfazem total de 306 municípios. Em seguida, é desenvolvido capítulo com análise comparativa dos municípios que não possuem área plantada com cana -de-açúcar e que não participam da cadeia produtiva do etanol. Ao final, junto com as conclusões das análises, serão apresentadas algumas sugestões visando orientar eventuais políticas públicas e medidas de regulação que possam contribuir para a sustentabilidade do processo produtivo do etanol no Brasil. _________________________________________________________________________ ABSTRACT
The need to expand in a sustainabl e way the use of renewable energy sources with the objective of providing greater security for energy supply and reduce the environmental impacts associated with fossil fuels, has in the ethanol from sugar cane an economically viable alternative with signi ficant potential of expansion. According to the Ministry of Agriculture, Livestock and Supply (MAPA), through ethanol and bioelectricity, the sugar cane is currently the second most important primary source and the main form of renewable energy in the Braz ilian energy matrix. This study attempts to assess the sustainability of the socio-economic development process of municipalities that are involved in ethanol production in São Paulo state. The objective is to contribute to filling the gaps in research on the theme that are important for establishing public policies for sustainable management of the Brazilians natural resources. Through analysis of published papers is made contextualization of the concept of sustainable development by addressing the various definitions proposed by scholars of the subject. The assessment proposed in this work is done by means of environmental and socio -economic indicators of municipalities involved in the ethanol production in São Paulo estate and have the area planted with sugar cane over 5.000 hectares, which between a total of 306 municipalities . Then a chapter is developed with comparative analysis of the municipalities that have no area planted with sugar cane and not belonging to the ethanol production chain. At the en d, along with the conclusions of the analysis is presented some suggestions to guide possible public policies and regulatory measures that may contribute to the environmental sustainability of ethanol in Brazil.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2010.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Sustentável (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.