Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7884
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_PaulaCruzCabezon.pdf1,61 MBAdobe PDFView/Open
Title: Avaliação da cor em dentes com dentinogêne imperfeita do tipo I e sua relação com a estrutura dentinária
Authors: Cabezon, Paula Cruz
Orientador(es):: Paula, Lilian Marly de
Coorientador(es):: Hilgert, Leandro Augusto
Assunto:: Odontologia - aspectos estéticos
Dentes - cor
Dentes - anomalias
Issue Date: 19-May-2011
Citation: CABEZON, Paula Cruz. Avaliação da cor em dentes com dentinogêne imperfeita do tipo I e sua relação com a estrutura dentinária. 2011. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde)-Universidade de Brasília, Brasília, 2011.
Abstract: A coloração e aparência do dente natural é um fenômeno complexo influenciado por muitos fatores como condição de luminosidade, suas propriedades ópticas, difusão da luz, textura e condições individuais do olho e cérebro humano do observador. Algumas alterações de desenvolvimento dentário, como a dentinogênese imperfeita, podem provocar alterações de coloração dentária variando de cinza –amarelado a cinza-azulado. Sabendo que a causa dessas alterações não são bem entendidas e ainda não foram mensuradas em dentes com DGI-I (dentinogênese imperfeita do tipo I), o presente estudo selecionou uma amostra de pacientes com diagnóstico de DGI-I, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre 2 e 14 anos. Para cada paciente do grupo teste, foram selecionados 3 pacientes para o grupo controle pareados por sexo e idade. Na primeira parte deste estudo (análise clínica) foram examinados 19 pacientes representando o grupo teste e 57 pacientes do grupo controle. Seis dentes de pacientes com diagnóstico clínico de DGI-I foram obtidos após esfoliação natural e complementaram esse estudo com uma análise morfológica em microscopia óptica comparando-os a dez dentes hígidos. Para a mensuração da cor dentária foi utilizado o espectrofotômetro odontológico (Vita Easyshade Compact - Vita Zahnfabrik, Bad Säckingen, Alemanha) e os dados foram coletados pelo sistema de cores CIE Lab. Durante a análise dos resultados, foi possível mensurar e identificar a cor em dentes com e sem defeitos dentinários através da espectrofotometria. Os resultados obtidos no estudo clínico sugerem que o grupo afetado pela DGI-I (teste) apresentou uma menor luminosidade (menores valores de L*) em relação ao grupo controle nas duas dentições (decíduas e permanentes). O grupo teste apresentou maiores valores de a* (mais avermelhados) em relação ao grupo controle nas duas dentições (decíduas e permanentes). Em relação ao eixo b*, os dentes decíduos do grupo teste apresentaram maiores valores de b* (mais amarelados) em relação aos dentes decíduos do grupo controle e os dentes permanentes do grupo teste apresentaram menores valores de b* (menos amarelados) em relação aos dentes permanentes do grupo controle. Em relação ao estudo morfológico, os dentes parecem estar mais afetados estruturalmente, ou seja, a alteração da dentina talvez seja mais grave quando o dente com DGI-I apresente menor valor de L* e maior valor de a* e de b*. Entretanto, como a amostra neste estudo morfológico é pequena, se faz necessário outros estudos. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The color and appearance of natural tooth is a complex phenomenon influenced by many factors such as lighting conditions, optical properties, light diffusion, texture and individual conditions of the eye and brain. Some changes of dental development, such as dentinogenesis imperfecta, can cause changes in tooth color ranging from yellowish gray to gray-blue. Knowing that the cause of these changes are not well understood and have not been measured in teeth with DGI-I (dentinogenesis imperfecta type I), this study selected a sample of patients with DGI-I of both sexes aged between 2 and 14 years, and for each patient in the test group, 3 patients were selected for the control group matched by sex and age. In the first part of this study (clinical examination) were examined 19 patients representing the test group and 57 control patients. Six teeth of patients with clinical diagnosis of DGI-I were obtained after natural exfoliation and complemented in this study a morphological analysis with light microscopy when compared with histological slides ten healthy teeth. To measure tooth color, dental spectrophotometer was used (Vita Easyshade Compact - Zahnfabrik Vita, Bad Säckingen, Germany) and data were collected by the CIE Lab color system. During the analysis of the results, it was possible to measure and identify the color in specimens with and without dentin defects using the spectrophotometry method. The results obtained in the clinical study suggest that the group affected by the DGI-I (test) showed a lower lightness (lower L * values) compared to the control group in both dentitions (deciduous and permanent). The test group had higher a * (redder) in the control group in both dentitions (deciduous and permanent). In relation to the axis b *, the deciduous teeth in the test group had higher values of b * (more yellow) compared to deciduous teeth in the control group and the permanent teeth in the test group had lower values of b * (less yellow) than to permanent teeth in the control group. Regarding the morphological study, the teeth appear to be most affected structurally, ie, the change of the dentin may be more severe when the tooth with DGI-I present the lowest value of L * and highest a * and b *. However, as this morphological study sample is small, it is necessary to further studies.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2011.
Appears in Collections:FS - Mestrado em Ciências da Saúde (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/7884/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.