Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7854
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_DinamicaInfecçãoNatural.pdf553,82 kBAdobe PDFView/Open
Title: Dinâmica da infecção natural por Babesia bigemina em bezerros a partir do nascimento detectado pela reação em cadeia da Polimerase
Other Titles: Dinamic of natural infection in newborn calves exposed to by Babesia bigemina as detected by Polimerase reaction chain
Authors: Santana, Ângela Patrícia
Linhares, Guido Fontgalland Coelho
Murata, Luci Sayori
Bernal, Francisco Ernesto Moreno
Torres, Fernando Araripe Gonçalves
Madruga, Cláudio Roberto
Assunto:: Babesia bigemina
Bovino
Infecção
Issue Date: Jul-2008
Citation: SANTANA, Ângela Patrícia et al. Dinâmica da infecção natural por Babesia bigemina em bezerros a partir do nascimento detectado pela reação em cadeia da Polimerase. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 9, n. 3, p. 721-730, jul./set. 2008. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/1486/4143>. Acesso em: 16 maio 2011.
Abstract: Com o objetivo de estudar por PCR a dinâmica da infecção natural da Babesia bigemina em bezerros criados em sistema extensivo, foram colhidas 266 amostras de sangue de um grupo de 37 bezerros, a partir do nascimento até aproximadamente 165 dias de vida, com intervalo médio de 19 dias entre as colheitas. Distribuíram-se as amostras de acordo com os grupos de diferentes faixas etárias (entre 0 e 15 dias, entre 16 e 30 dias e assim sucessivamente até 165 dias). Do total de 266 amostras, 116 (43,60%) mostraram- se positivas para a PCR. A reação foi capaz de detectar a presença do parasito em todos os intervalos das colheitas e registrou-se o maior número de primo-infecções – 12 em 37 (32,43%) – no período de 31 a 45 dias. Dos 37 bezerros estudados, apenas um apresentou resultado da PCR positivo nos dois grupos de faixa etária inferior a 31 dias. Este animal apresentava dois dias de vida no momento da colheita, sugerindo um caso de transmissão transplacentária de B. bigemina. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
With the objetive of using PCR to study the dynamic of natural infection caused by Babesia bigemina in calves livestock in extensive system, 266 samples of blood were collected from a group of 37 calves from birth to approximately 165 days old. The samples were collected with an average intervale of 19 days and distributed according to age 0 to 15 days old, 16 to 30 days and successively until 165 days. Out of the total of the 266 samples, 116 (43.60%) were PCR positive. The reaction detected the presence of the parasite in all the intervals of collection and most of the prime infection, 12 in 37 (32.43%) were detected in the period between 31 and 45 days. Out of the 37 calves analysed, only one presented a positive PCR result within the two groups aged under 31 days. This animal was two days old at the moment of the collection. This result suggest a case of transplacentary transmission of Babesia bigemina.
Appears in Collections:FAV - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/7854/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons