Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7816
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009_GeraldoAntonioGalazzi.pdf2,1 MBAdobe PDFView/Open
Title: Planejamento baseado em cenários e aprendizagem em organizações : diferenças de percepção entre profissionais que participam ou não do processo
Authors: Galazzi, Geraldo Antonio
Orientador(es):: Odelius, Catarina Cecília
Assunto:: Aprendizagem organizacional
Administração de empresas
Planejamento estratégico
Issue Date: 16-May-2011
Citation: GALAZZI, Geraldo Antonio. Planejamento baseado em cenário e aprendizagem em organizações: diferenças de percepção entre profissionais que participam ou não do processo. 2009. 272 f. Dissertação (Mestrado em Administração)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.
Abstract: Esta pesquisa sustentou-se em referencial teórico, principalmente internacional, mas também nacional, que relaciona positivamente o planejamento baseado em cenários como mecanismo de aprendizagem nas organizações que o adotam. O objetivo foi descrever diferenças de percepção, quanto à cultura voltada à aprendizagem em organizações e quanto à aprendizagem relacionada ao planejamento baseado em cenários, entre profissionais que participam diretamente de planejamento baseado em cenários e aqueles que não participam e entre profissionais com diferentes características sociodemográficas e funcionais em relação à aprendizagem em organizações. A justificativa centrou-se na constatação de que os trabalhos científicos a respeito do tema estão focados na esfera conceitual, mas faltam trabalhos empíricos que suportam ou refutam a teoria. A metodologia de pesquisa foi qualitativa e quantitativa. A coleta dos dados empíricos deu-se por pesquisa documental e instrumento de pesquisa composto de três questionários. Um para identificação de características sociodemográficas e funcionais. Outro construído, aplicado, adaptado e validado internacionalmente, inclusive no Brasil, para mensuração de percepção de cultura voltada à aprendizagem em organizações. O terceiro para mensuração de percepção de domínio prático de conteúdo de itens de planejamento baseado em cenários relacionados à aprendizagem em organizações. O instrumento de pesquisa foi aplicado em duas organizações, uma financeira, em que a população alvo foi os profissionais de unidade estratégica localizada na administração central, e outra de pesquisa, em que a população alvo foi profissionais ocupantes de dois cargos da estrutura organizacional e lotados na administração central e em três de suas ramificações. Os resultados foram obtidos por cálculo de diferença entre médias por meio da análise de variância (ANOVA). Majoritariamente, os resultados indicaram que não houve diferenças significativas de percepção entre os profissionais no que diz respeito à participação no planejamento baseado em cenários e às características sociodemográficas e funcionais. Os resultados com diferenças significativas de percepção apresentaram-se com maior concentração em relação a itens de planejamento baseado em cenários relacionados à aprendizagem em organizações e foram praticamente inexistentes em relação à cultura voltada à aprendizagem em organizações. Infere-se que a pouca frequência de diferenças significativas de percepção entre os pesquisados pode ter sido provocada pela homogeneidade da amostra em termos de formação, cargos ocupados, experiência pretérita com trabalho em planejamento estratégico, posicionamento na estrutura organizacional, área de atuação; pela severidade nas respostas oferecidas por um dos grupos participantes; e/ou por desejabilidade social dos respondentes. Por outro lado, os resultados não refutaram a teoria posta e apresentaram diferenças significativas de percepção em relação a itens centrais do processo de planejamento baseado em cenários, principalmente no que diz respeito à participação nesse processo no sentido que assinala a teoria, ao gênero, ao trabalho pretérito com planejamento estratégico e ao posicionamento na estrutura organizacional, assim como entre as organizações pesquisadas. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This research is based in theoretical referential, mainly international, but also national, which positively relates to scenario planning as a mechanism of learning on the organizations who adopt it. The objective was to identify the existence of difference of perception, as for the culture turned to learning in organizations and learning related to scenario planning, between professionals who participate directly of scenario planning and those who do not participate and between professionals with different socio-demographic and functional characteristics in related to learning in organizations. The justification was centered on the verification of which the scientific works relating to this theme are focused on the conceptual level, but are lacking empirical works that support or refute the theory. The research methodology was both qualitative and quantitative. The collection of the empirical data was done through documentary research and research instrument composed of three questionnaires. One to identify socio-demographic and functional characteristics. Another built, applied, adapted and validated internationally, including in Brazil, to measure perception of culture turned to the learning in organizations. The third to measure perception of the practical domain of the content of items of scenario planning related to learning in organizations. The research instrument was applied to two organizations, one financial, in which the target population was the professionals of strategic unit located in the central administration, and the other a research organization, in which the target population was professionals occupying two positions in the organizational structure in the central administration and three of its branches. The results were obtained by calculating the difference between means through variance analysis (ANOVA). Mostly, the results indicated that there were no significant differences of perception between the professionals in regards to the participation in the scenario planning and the socio-demographic and functional characteristics. The results with significant differences manifested with most concentration in relation to items of scenario planning related to learning in organizations and were practically non-existent in relation to the culture turned to learning in organizations. It is inferred that the little frequency of the significant difference of perception among investigated could be due to the influence of the homogeneity of the sample in terms of education level, positions occupied, past experience with work in strategic planning, positioning in the organizational structure, area of operation and also by the influence of the severity of the responses offered by one of the participating groups and/or by the social desirability of the respondents. On the other hand, the results did not refute the theory proposed and they presented significant differences of perception in relation to the central items of the process of scenario planning, mainly in regards to the participation in these processes in the sense that it points out the theory, the gender, the past experience with work in strategic planning and the positioning in the organizational structure, as well as between the studied organizations.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, 2009.
Appears in Collections:PPGA - Mestrado em Administração (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/7816/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.