Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7402
Título: Teorias-guia educacionais da produção dos materiais didáticos para a transversalidade curricular do meio ambiente do MMA
Autor(es): Saito, Carlos Hiroo
Bastos, Fábio da Purificação de
Abegg, Ilse
Assunto: Material didático
Educação ambiental
Educação
Diversidade biológica
Data de publicação: 10-Fev-2008
Citação: SAITO, Carlos Hiroo; BASTOS, Fábio da Purificação de; ABEGG, Ilse. Teorias-guia educacionais da produção dos materiais didáticos para a transversalidade curricular do meio ambiente do MMA. Revista Iberoamericana de Educación, v.45, n. 2, 10 febrero 2008. Disponível em: <http://www.rieoei.org/expe/1953Saito.pdf>. Acesso em: 3 mar. 2011.
Resumo: O objetivo do presente trabalho é descrever e problematizar conceitos-chave da concepção educacional que guiaram a produção de um conjunto articulado de material didático impresso e digital (composto de portifólios com fotos e textos, um livro do professor e um jogo educativo de tabuleiro) produzido para o Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica Brasileira (PROBIO), do Ministério do Meio Ambiente no ano acadêmico de 2005-2006. O conjunto do material didático (disponível em http://www.unb.br/ib/ecl/eaprobio) versa sobre a biodiversidade brasileira, que integra os biomas brasileiros, as espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção (constantes da lista oficial), a problemática da fragmentação de ecossistemas e das espécies exóticas invasoras e a importância das Unidades de Conservação da Natureza, no contexto dos compromissos assumidos pelo governo brasileiro junto à Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), em 1992, e a posterior instituição da Política Nacional da Biodiversidade. Pretende-se conceder especial atenção ao escopo teórico-metodológico da produção do elemento central e articulador desse material didático que são os pares de portifólios compostos por problematizações em torno de conflitos socioambientais reais e ações positivas implementadas, geradoras e sustentadoras do diálogo com os alunos nas atividades escolares transversais de meio ambiente, buscando ainda fortalecer uma cultura de participação socioeducacional, e a promoção ou fortalecimento dos movimentos sociais organizados. Explicita-se, do ponto de vista educacional, o esforço para integrar as idéias de investigação-ação, empowerment e diálogo-problematizador, de forma a produzir um material nas perspectivas critica e emancipatória, de acordo com a Política Nacional de Educação Ambiental.
Aparece nas coleções:CET - Artigos publicados em periódicos
CDS - Artigos publicados em periódicos
ECL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Teorias-guiaEducacionaisProdução.pdf84,5 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons