Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7165
Título: Em torno do conceito de mito político
Título(s) alternativo(s): On the Concept of Political Myth
Autour du Concept de Mythe Politique
Autor(es): Miguel, Luis Felipe
Assunto: Mito político
Discurso político
Comunicação na política
Data de publicação: 1998
Citação: MIGUEL, Luis Felipe. Em torno do conceito de mito político. Dados, Rio de Janeiro, v.41, n.3, 1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=s0011-52581998000300005&script=sci_arttext>. Acesso em: 21 fev. 2011. doi: 10.1590/S0011-52581998000300005.
Resumo: O artigo procura construir um conceito de mito político, fundamentado em uma abordagem interdisciplinar subordinação três linhas juntas: o mito como mistificação, como exemplificado na obra de Roland Barthes, o mito como uma narrativa de origens e um elemento de coesão social e, por fim, o mito político em si, como proposto por Georges Sorel, que enfatiza a natureza, a mobilização emocional do discurso político. O resultado é uma visão do mito político como a expressão política da rejeição da política? Ou seja, uma expressão de nostalgia por uma sociedade harmoniosa. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The article endeavors to construct a concept of political myth, grounded on an interdisciplinary approach tying three lines together: myth as mystification, as exemplified in the work of Roland Barthes; myth as a narrative of origins and an element of social cohesion; and, lastly, the political myth itself, as proposed by Georges Sorel, which emphasizes the emotional, mobilizing nature of political discourse. The result is a view of the political myth as the political expression of the rejection of politics? That is, an expression of nostalgia for a harmonious society. ____________________________________________________________________________________ RÉSUMÉ
L’article cherche à bâtir un concept de mythe politique, à partir d’une approche interdisciplinaire qui intègre trois aspects. D’un côté, la vision du mythe comme mystification, tel que le montre Roland Barthes dans son oeuvre. De l’autre, le mythe comme récit des origines et élément de cohésion sociale. Et enfin la conception du mythe proprement politique, selon Georges Sorel, qui souligne le caractère émotionnel et mobilisateur du discours politique. Le résultat en est une vision du mythe politique comme l’expression politique du rejet de la politique, c’est-à-dire de la nostalgie d’une société harmonieuse.
DOI: 10.1590/S0011-52581998000300005
Aparece nas coleções:IPOL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EmTornoConceitoMitoPolitico.pdf222,57 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons