Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7080
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_IdentificacaoGamaespectrometricaPlaceres.pdf13,93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Identificação gamaespectrométrica de placeres rutilo-monazíticos neoproterozóicos no sul da Faixa Seridó, nordeste do Brasil
Autor(es): Silva, Sebastião Milton Pinheiro da
Crósta, Alvaro Penteado
Ferreira, Francisco José Fonseca
Beurlen, Hartmut
Silva, Adalene Moreira
Silva, Marcelo Reis Rodrigues da
Assunto: Mapeamento geológico
Sensoriamento remoto
Mineralogia do solo
Data de publicação: Jan-2010
Referência: SILVA, Sebastião Milton Pinheiro da et al. Identificação gamaespectrométrica de placeres rutilo-monazíticos neoproterozóicos no sul da Faixa Seridó, nordeste do Brasil. Rev. Bras. Geof., São Paulo, v. 28, n. 1, jan./mar. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbg/v28n1/05.pdf>. Acesso em: 1 mar. 2011. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-261X2010000100005.
Resumo: Dados digitais de um aerolevantamento gamaespectrométrico cobrindo seqüência crustal Neoproterozóica da Faixa Seridó (FSe) foram processados e analisados juntamente com medidas de gamaespectrometria terrestre, fotos aéreas e dados geológicos de campo, objetivando a caracterização e o mapeamento litogeofísico de granitos pegmatíticos e campos de pegmatitos associados, bem como de litologias e unidades litoestratigráficas do Grupo Seridó. A interpretação das imagens individuais e ternária dos canais do urânio (eU), do tório (eTh) e do potássio (K), além das razões eU/eTh e eTh/K, possibilitou a identificação de anomalias de tório associadas a metaconglomerados e metarenitos intercalados nos quartzitos da Formação Equador, constituídos de fragmentos e seixos de quartzo, muscovita e concentrações de minerais pesados, dominantemente hematita, ilmenita, monazita, rutilo, titanita e zircão. A análise semiquantitativa em grãos minerais de duas amostras dessas rochas, por microscopia de varredura eletrônica (MEV-EDS), revelou teores máximos de 79,4% de ThO2 e 87,7% de ETR (Ce, La, Nd) em monazitas; 99,2% de TiO2 em ilmenita e rutilo e 1,81 % de Hf02 em zircão. Também foram identificadas anomalias de tório em sedimentos de idade cenozóica na mesma região.
Abstract: Aerial gamma-ray survey data covering Neoproterozoic supracrustal sequences in the Seridó Belt were processed and analyzed together with ground gamma-ray data, air photos and geological data for lithogeophysical characterization and mapping of granitic rocks, related pegmatites fields and lithological units of Seridó Group. Interpretation was based on individual and ternary images of the three radio-elements and the eU/eTh and eTh/K ratios, and allowed the discovery of thorium anomalies associated with coarse-grained metarenites and metaconglomerates facies intercalated with quartzites of the Equador Formation. High contents of iron oxides, ilmenite, monazite, rutile, titanite and zircon were identified by ore microscopy of polished sections in the metaconglomerate's matrix. Semiquantitative scanning electron microscopy (SEM) analyses in minerals of two samples revealed up to 79.4% of Th02 and 87.7% of REE in monazites; up to 99.2% of Ti02 in ilmenite and rutile and up to 1.81 % of HfO2 in zircon. Gamma-ray anomalies due to thorium were also identified in association with sediments of Cenozoic age in the region.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-261X2010000100005
Aparece nas coleções:IG - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons