Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/7029
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_EcocardiografiaEquinosPuro.pdf243,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Ecocardiografia de equinos Puro Sangue Árabe após exercício de enduro de diferentes intensidades
Outros títulos: Echocardiography in Arabian horses after endurance exercise of different intensities
Autor(es): Bello, Camila Alfaro de Oliveira
Vasconcelos, Carlos Eduardo da Silva
Godoy, Roberta Ferro de
Teixeira Neto, Antônio Raphael
Borges, José Renato Junqueira
Lima, Eduardo Maurício Mendes de
Assunto: Enduro equestre
Ecocardiografia
Equino
Data de publicação: Jan-2011
Referência: BELLO, Camila Alfaro de Oliveira et al. Ecocardiografia de equinos Puro Sangue Árabe após exercício de enduro de diferentes intensidades. Ciência rural, Santa Maria, v.41, n.1, jan. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cr/v41n1/a820cr3707.pdf>. Acesso em: 11 fev. 2011. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782011000100021.
Resumo: A ecocardiografia é um método não invasivo e adequado para a avaliação das alterações cardíacas em equinos, identificando assim aqueles animais que apresentaram melhor adaptação e condicionamento ao exercício a que foram submetidos. O objetivo deste estudo foi verificar por meio de exames ecocardiográficos em modo-M e bidimensional os índices funcionais cardíacos de 15 equinos Puro Sangue Árabe, sendo nove machos e seis fêmeas, com idade variando de seis a 12 anos, submetidos a diferentes intensidades de exercício prolongado de enduro. Para tanto, foram divididos em três grupos, sendo que quatro animais percorreram 30km (GI), seis animais percorreram 90km (GII) e cinco animais percorreram 120km (GIII). As avaliações ocorreram antes do início de cada prova, sendo considerado o momento zero (M0) e 30 minutos após percorrerem o último anel da correspondente prova, caracterizando o momento final (Mf). Diante do tratamento estatístico, não se verificaram diferenças significantes entre os índices obtidos no M0 e Mf do GI. De outra forma, no GII para VS, FC, VEs e VEd, assim como no GIII para VS, FC, VEs, VEd e SIVd, observou-se diferença estatística. Portanto, em equinos de enduro a ecocardiografia revelou que o exercício físico permitiu o estabelecimento de índices funcionais cardíacos próprios, de acordo com a intensidade do exercício imposto.
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782011000100021
Aparece nas coleções:FAV - Artigos publicados em periódicos

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons