Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6980
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_SelmaLuciaLiraBeltrao.pdf14,05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: A construção do diálogo interinstitucional para o desenvolvimento territorial rural sustentável : estratégias comunicativas e de participação no Território do Sisal, Bahia
Autor(es): Beltrão, Selma Lúcia Lira
Orientador(es): Sayago, Doris Aleida Villamizar
Assunto: Embrapa
Desenvolvimento rural
Desenvolvimento sustentável
Agricultura familiar
Projetos de desenvolvimento agrícola
Data de publicação: 1-Mar-2011
Referência: BELTRÃO, Selma Lúcia Lira. A construção do diálogo interinstitucional para o desenvolvimento territorial rural sustentável: estratégias comunicativas e de participação no Território do Sisal, Bahia. 2010. 212 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Desenvolvimento Sustentável)—Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Resumo: O presente trabalho se propõe a analisar as estratégias de comunicação que a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa tem desenvolvido para levar aos agricultores familiares os resultados de suas pesquisas, e como essas ações sempre estiveram inseridas nas diretrizes governamentais e nas políticas desenvolvimentistas do País. Esta pesquisa é um Estudo de Caso no Território do Sisal, no Estado da Bahia, utilizando coleta e análise de dados qualitativos. O Território do Sisal é um território de identidade situado no semiárido baiano e instituído em 2003 como um território prioritário, em razão da forte presença de uma rede de instituições e movimentos sociais e da cadeia produtiva do sisal. Sua instituição está alicerçada no programa de desenvolvimento sustentável dos territórios rurais, como parte da política de desenvolvimento rural sustentável com abordagem territorial adotada pelo governo a partir de 2003. O objetivo da pesquisa é identificar se os projetos da Embrapa que estão em execução no território, e que têm como proposta democratizar o acesso às informações técnico-científicas e socializar conhecimentos, por meio da estratégia de divulgação de ciência e tecnologia presente nas Minibibliotecas e no Prosa Rural, e de gestão da informação na Web com o desenvolvimento da Árvore do Conhecimento via Núcleo Piloto Sisal, contribuem para a comunicação participativa e para o diálogo interinstitucional com os atores do Sisal, ou se reproduzem as práticas do modelo difusionista, largamente adotado pela pesquisa agropecuária e a extensão rural na relação com os agricultores a partir da segunda metade da década de 1970. A relevância deste trabalho está na possibilidade de debater as estratégias das novas institucionalidades (colegiados territoriais e outros espaços de planejamento) no processo de participação e gestão social das políticas públicas para os territórios, bem como o papel de uma instituição pública de pesquisa, cujos projetos têm sido direcionados para o desenvolvimento agrícola do País nos âmbitos nacional ou regional, em ações sistêmicas com enfoque exclusivo no desenvolvimento territorial rural sustentável. Os resultados da pesquisa mostraram que ainda persiste a presença de métodos difusionistas nesses projetos, e que as fragilidades na articulação dos mesmos com os atores sociais e institucionais do território dificultam a socialização de conhecimentos e saberes. No entanto, esses projetos têm resignificado as ações da Embrapa no território e representam um avanço no que diz respeito à possibilidade de construção de diálogo direto e de uma comunicação mais participativa com e para os agricultores familiares e suas representações, assim como nas ações territoriais da instituição. Espera-se que este trabalho seja uma contribuição para o estudo das políticas públicas de desenvolvimento territorial rural sustentável. ________________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper aims at analyzing the communication strategies that Brazilian Agricultural Research Corporation – Embrapa has developed in order to take to family farmers the results of its researches, and how these measures have always been included in the country’s governmental outlines and developmentist policies. This research is a Case Study on the Sisal Territory, in Bahia, using collection and analysis of qualitative data. The Sisal Territory is an identity one, located in the semi-arid region of Bahia. It was set up in 2003 as a priority area, due to the presence of a strong network of institutions and social movements of production in Sisal. Its institution is grounded on the program of sustainable development of rural areas, being part of the policy government's rural sustainable development with a territorial approach, adopted by the government since 2003. The objective of this research is to identify whether the projects that Embrapa runs in this territory, which have the goal of democratizing and socializing access to technical-scientific knowledge through the dissemination strategy for science and technology of Minibibliotecas and Prosa Rural projects, alongside the management of information on the web that comes with the development of the Árvore do Conhecimento via Núcleo Piloto Sisal project, contribute to participatory communication and interinstitutional dialogue with the stakeholders of Sisal, or if they reproduce the practices of the diffusionist model, largely used by agricultural research and rural extension in the relationship with farmers from the second half of the 1970s.The relevance of this work is the opportunity it raises to discuss the strategies of new institutionalities (territorial collegiates and the planning of other areas) in the process of participation and social management of public policies for the territories, as well as the role of public research institutions, whose projects have been directed to the agricultural development of the country, at national or regional levels, in systemic measures which focus exclusively on territorial sustainable rural development. The survey results showed that there is still some presence of diffusionist methods in these projects, and that weaknesses in their articulation with the social and institutional actors of the territory hinder the socialization of knowledge and learning. However, these projects are redefining the actions of Embrapa in the territory and represent a step forward with regards to the possibility of creating direct dialogue and a more participatory communication with family farmers and their representatives, as well as the territorial measures of the institution. It is hoped that this work be a contribution to the study of public policies in sustainable rural territorial development.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2010.
Aparece nas coleções:CDS - Mestrado Profissional em Desenvolvimento Sustentável: Política e Gestão de Ciência e Tecnologia (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.