Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6789
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_DesempenhoOvinosBergamácia.pdf26,23 kBAdobe PDFView/Open
Title: Desempenho de ovinos Bergamácia na região de Brasília
Other Titles: Performance of Bergamasca Sheep in the Brasília Region
Authors: Miranda, Roberto Meirelles de
Pimentel, Concepta Margaret McManus
Assunto:: Ovino - crescimento
Ovino - mortalidade
Ovino - criação
Ovino - reprodução
Lã - produção
Issue Date: Nov-2000
Citation: MIRANDA, Roberto Meirelles de; PIMENTEL, Concepta Margaret McManus. Desempenho de ovinos bergamácia na região de Brasília. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 29, n. 6, p. 1661-1666, nov./dez. 2000. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbz/v29n6/5693.pdf>. Acesso em: 08 fev. 2011. doi: 10.1590/S1516-35982000000600010.
Abstract: Dados colhidos de 1982 a 1999, em Brasília, DF, sobre 1102 ovinos da raça Bergamácia Brasileira foram analisados para obter informações sobre seu comportamento na região. A média geral de intervalo de partos foi 337,94±109,34, mas, nos anos de monta contínua, 282,91 dias. A fertilidade das ovelhas foi de 90,13%, a frequência de partos duplos, 12,63% e a de partos triplos, negligível. A relação entre sexos foi de 1:1. Ocorreram nascimentos em todos os meses do ano. A idade média ao primeiro parto foi de 588,58±65,31dias. As médias de pesos ao nascer e aos 3, 6 e 12 meses de idade foram altamente influenciadas pelo sexo, ano e mês de nascimento e tipo de parto. A mortalidade atingiu 6,62% até 4 dias de idade e 22,96% de 5 a 90 dias e foi altamente dependente do ano de nascimento, tipo de parto e peso ao nascer. A produção de lã foi de 1,28 kg. A segunda e a terceira tosquias foram as de maior produção. Amostras de lã tiveram diâmetros de 30,8 e 38,0 micra, com alto coeficiente de variação. O rebanho avaliado não atendeu, em características produtivas, aos padrões raciais italiano e brasileiro, mas atingiu produtividade comparável à dos ovinos deslanados tropicais criados no Brasil. Dados colhidos de 1982 a 1999, em Brasília, DF, sobre 1102 ovinos da raça Bergamácia Brasileira foram analisados para obter informações sobre seu comportamento na região. A média geral de intervalo de partos foi 337,94±109,34, mas, nos anos de monta contínua, 282,91 dias. A fertilidade das ovelhas foi de 90,13%, a frequência de partos duplos, 12,63% e a de partos triplos, negligível. A relação entre sexos foi de 1:1. Ocorreram nascimentos em todos os meses do ano. A idade média ao primeiro parto foi de 588,58±65,31dias. As médias de pesos ao nascer e aos 3, 6 e 12 meses de idade foram altamente influenciadas pelo sexo, ano e mês de nascimento e tipo de parto. A mortalidade atingiu 6,62% até 4 dias de idade e 22,96% de 5 a 90 dias e foi altamente dependente do ano de nascimento, tipo de parto e peso ao nascer. A produção de lã foi de 1,28 kg. A segunda e a terceira tosquias foram as de maior produção. Amostras de lã tiveram diâmetros de 30,8 e 38,0 micra, com alto coeficiente de variação. O rebanho avaliado não atendeu, em características produtivas, aos padrões raciais italiano e brasileiro, mas atingiu produtividade comparável à dos ovinos deslanados tropicais criados no Brasil.
Abstract: Data collected from 1982 to 1999, in Brasília, DF, Brazil, on 1102 head of Brazilian Bergamasca sheep were analyzed to obtain information on performance of the breed in the region. Average lambing interval was 337.94±109.4, but under continuous mating, the average lowered to 282.1days. Ewe lambing rate was 90.13%, frequency of twins 12.63%, number of triplets negligible and sex ratio 1:1. Lambing occurred in all months of the year. Age at first lambing was 588.58±65.31days. Average birth, 3, 6 and 12-month weights were highly influenced by sex, year and month of birth and lambing type. Mortality from birth to 4 days of age was 6.62% and from 5 days to 90, 22.96%, and was highly dependent upon the year of birth, lambing type and birth weight. Average fleece weight production was 1.28kg and the highest fleece weights were obtained in the second and third shearing. Samples of wool diameter averaged 30.8 and 38.0 micra, with high coefficient of variation. The flock does not conform to the racial standards defined in Italy and Brazil for productive parameters but it reached similar levels to those of the hair sheep breeds raised in the Brazilian tropics.
DOI: https://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982000000600010
Appears in Collections:FAV - Artigos publicados em periódicos

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6789/statistics">



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons