Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6520
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Renata Souza Vale.pdf542,16 kBAdobe PDFView/Open
Title: Comportamento de escolha em humanos : uso de dados de grupos de sujeitos para avaliar efeitos de magnitude relativa de reforços quando a magnitude absoluta varia
Authors: Vale, Renata Souza
Orientador(es):: Todorov, João Claudio
Assunto:: Comportamento humano
Reforço (Psicologia)
Psicologia experimental
Issue Date: 2005
Citation: VALE, Renata Souza. Comportamento de escolha em humanos: uso de dados de grupos de sujeitos para avaliar efeitos de magnitude relativa de reforços quando a magnitude absoluta varia. 2005. 77 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia)-Universidade de Brasília, Brasília, 2005.
Abstract: A Lei da Igualação (Herrnstein, 1961, 1970) tem sido um modelo eficaz para descrever o comportamento de sujeitos (humanos e não humanos) em esquemas concorrentes. O modelo propõe que quando organismos podem escolher repetidas vezes entre pelo menos duas fontes alternativas de reforços, a razão entre respostas iguala a razão entre reforços para quaisquer valores absolutos desses números, seja em ambiente natural ou em condições experimentais. O interesse dos analistas do comportamento no assunto produziu dados que corroboram a generalidade e a aplicação da Lei da Igualação a diferentes espécies e contextos (social, clínico).O presente estudo foi delineado para testar um novo procedimento em estudos sobre escolha em humanos e verificar se, de fato, os valores absolutos do estímulo reforçador influenciam na distribuição das respostas entre as alternativas. Oitenta estudantes universitários do curso de Psicologia do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB) foram divididos em três grupos nos quais manipulou-se os valores de magnitude absoluta e relativa, numa única sessão com duração de 60 minutos. Magnitude foi definida em função do valor dos pontos obtidos a cada reforçamento. Os estudantes que fizessem mais pontos participariam de um sorteio de R$ 100, 00, em espécie. A análise dos dados foi realizada com base no desempenho de cada grupo ao longo de uma hora. O dados obtidos demonstram fraca sensibilidade do comportamento às manipulações na variável independente, nos três grupos durante toda sessão, corroborando outros estudos realizados com humanos e não humanos. A pesquisa confirma a importância do controle de algumas variáveis ao delinear estudos com humanos e fornece um procedimento novo a ser melhorado no que diz respeito à motivação dos participantes na tarefa. ____________________________________________________________________________ ABSTRACT
The Matching Law (Herrnstein, 1961, 1970) has been an efficient model to describe subjects’ behaviors (human or non human) in concurrent schedules. The model proposes that when organisms can repeatedly choose among at least two alternative sources of reinforcement, the response ratio equal to the reinforcement ratio, to any absolute values of these numbers, either in a natural environment or in experimental conditions. The behavior analysts’ interest in this matter has produced data that corroborate the generality and the application of the the Matching Law to different species and contexts(social, clinical). The present study was outlined so as to test a new procedure in studies on choice in human beings and to check if, in fact, the absolute values of reinforcing stimulus influence the distribution of answers among the alternatives. Eighty psychology university students from the Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB) were divided into three groups in which the values of absolute and relative magnitude had been manipulated, during a single sixty-minute session. Magnitude was defined based on the number of points obtained in each reinforcement. The students that had more points would participate in a raffle of R$ 100.00 cash. The data analysis was done based on the performance of each group during one hour. The data obtained demonstrate a low behavior sensibility to the manipulations in the independent variable, corroborating other studies done in humans and in non humans. The research confirms the importance of the control over some variables when outlining studies with humans, and presents a new proceeding that needs improvement in relation to the task participants’ motivation.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2005.
Appears in Collections:IP - Mestrado em Psicologia (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6520/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.