Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6502
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_GuilhermeReisNothen.pdf890,02 kBAdobe PDFView/Open
Title: Corpo e emancipação nos escritos do jovem Marx : uma abordagem crítica da educação física brasileira
Other Titles: Body and emancipation in the writings of the young Marx : a critical approach of brazilian physical education
Authors: Nothen, Guilherme Reis
Orientador(es):: Azevedo, Aldo Antonio de
Assunto:: Marx, Karl, 1818-1883 - crítica e interpretação
Educação física
Issue Date: 19-Jan-2011
Citation: NOTHEN, Guilherme Reis. Corpo e emancipação nos escritos do jovem Marx: uma abordagem crítica da educação física brasileira. 2010. ix, 156 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: O presente texto caracteriza-se como uma investigação teórica acerca dos significados de corpo e emancipação no âmbito dos primeiros escritos de Marx (Jovem Marx), abarcando o período compreendido entre os anos de 1843 a 1849. Toda a investigação situa-se, deste modo, no seio da teoria marxista, de sorte que os pressupostos do método critico-dialético são também seus próprios pressupostos. O trabalho se divide em duas grandes partes. Na primeira parte, inicialmente analisamos e sistematizamos as construções de Marx a respeito do corpo, tanto do ponto de vista metodológico, como no contexto do modo de produção burguês. Em seguida, nos detemos sobre a questão da emancipação, sobretudo na elucidação da diferença entre emancipação política e emancipação humana. Por fim, tecemos algumas considerações acerca da relação entre ambas as construções. Na segunda parte deste trabalho, abordamos o modo como a educação física brasileira apropriou-se destes conceitos, a partir da crítica de textos de João Paulo Subirá Medina (1) e Manuel Sérgio (2). A escolha de tais textos levou em conta não só a abordagem dos temas em questão, mas também sua representatividade no desenvolvimento histórico da educação física brasileira. Finalmente, expomos algumas considerações sobre o estágio atual da educação física em relação às concepções abordadas neste estudo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present text can be characterizes as a theoretical research about the meanings of the concepts of body and emancipation in the early writings of Marx (Young Marx), covering the period between the years from 1843 to 1849. All research lies thus within the marxist theory, so that the assumptions of the critical-dialectical method are also its own assumptions. The work is divided into two major parts. In the first part it initially analyzes and tries to systematize the construction of Karl Marx on the body, from a methodological viewpoint, as in the context of the bourgeois mode of production. Then it pauses on the question of emancipation, especially on elucidating the difference between political emancipation and human emancipation. Lastly, it ix makes some considerations about the relationship between both constructions. The second part of the work is a discussion on how physical education in Brazil has taken on these two concepts, starting from the criticism of texts of John Paul Subirá Medina (1) and Sergio Manuel (2). The choice of these texts took into account not only addressing the issues concerned, but also their representation in the historical development of physical education in Brazil. Finally, it exposes some considerations concerning the current stage of the physical education in relation to the conceptions addressed in this work.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2010.
Appears in Collections:FEF - Mestrado em Educação Física (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6502/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.