Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6501
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_PaulaSteindeMeloeSousa.pdf284,16 kBAdobe PDFView/Open
Title: A inserção da psicanálise na saúde mental da reforma psiquiátrica brasileira : possibilidades e desafios
Authors: Sousa, Paula Stein de Melo e
Orientador(es):: Costa, Ileno Izídio da
Assunto:: Psicanálise
Saúde mental
Issue Date: 19-Jan-2011
Citation: SOUSA, Paula Stein de Melo e. A inserção da psicanálise na saúde mental da reforma psiquiátrica brasileira: possibilidades e desafios. 2010. 87 f. Dissetação (Mestrado em Psicologia Clínica e Cultural)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo estudar como se dá a inserção da Psicanálise no campo da Saúde Mental, contextualizado no paradigma da Reforma Psiquiátrica. O estudo foi desenvolvido a partir da revisão bibliográfica de publicações de autores contemporâneos que se dedicam ao estudo da interface entre psicanálise e saúde mental. O estudo do material compreendeu aproximadamente 50 publicações, dentre elas, livros, artigos científicos, capítulos de livros, dissertações de mestrado e teses de doutorado. A partir do estudo destas publicações, identificamos centros de pesquisa que desenvolvem trabalhos nessa área, dos quais destacamos o IPUB – Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro e o IPSM/MG – Instituto de Psicanálise e Saúde Mental de Minas Gerais. Partindo do pressuposto que existe parceria de trabalho possível entre psicanálise e saúde mental, buscamos inicialmente tecer aproximações entre os dois saberes, para depois apresentar as possibilidades de inserção da psicanálise nesse contexto por meio das propostas de autores contemporâneos que apostam nessa interface. Em seguida, algumas questões para a psicanálise nos serviços públicos de saúde mental são problematizadas. Por fim, buscase promover diálogos entre saúde mental, psicanálise e o sofrimento psíquico grave. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT
The present work aims to study how the psychoanalysis can be included in the mental health field in the context of psychiatric reform. The study was developed from the literature review of publications by contemporary authors who study the interface between psychoanalysis and mental health. The study of the material consisted of approximately fifty publications, among them books, scientific articles, book chapters, dissertations and doctoral theses. From the study of these publications, we identified research centers who study this interface, which we included IPUB – Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro and IPSM/MG – Instituto de Psicanálise e Saúde Mental de Minas Gerais. At first we try to make dialogues between psychoanalysis and mental health and then point the possibilities of inclusion of psychoanalysis in this context. The proposals of contemporary authors who bet on that interface are presented. Then, some questions for psychoanalysis in public mental health are developed. Finally, we seek to promote dialogues between mental health, psychoanalysis and serious psychic suffering.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2010.
Appears in Collections:PCL - Mestrado em Psicologia Clínica e Cultura (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6501/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.