Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6364
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_PenelopeMXCampos.pdf309,68 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: Deficiência e preconceito : a visão do deficiente
Autor(es): Campos, Penélope Machado Ximenes
Orientador(es): Tunes, Elizabeth
Assunto: Deficientes
Discriminação aos deficientes
Data de publicação: Jul-2008
Referência: CAMPOS, Penélope Machado Ximenes. Deficiência e preconceito: a visão do deficiente. 2008. 82 f. Dissertação (Mestrado em Educação)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo investigar se uma pessoa com deficiência admite e manifesta o preconceito em relação à própria deficiência. Examina-se como historicamente o conceito de deficiência foi sendo construído como uma forma de estabelecimento do preconceito, demonstrando como essa construção institui o olhar para o deficiente como um ser incapaz e sem responsabilidade, dotado apenas de direitos. Examinam-se ainda os diversos modos de manifestação do preconceito da deficiência. Com base nessa caracterização, em um segundo momento, de caráter empírico, foi realizada uma análise comparativa entre grupos de deficientes auditivos, físicos, mentais e visuais a fim de verificar se é possível reconhecer, na fala dessas pessoas, se elas sentem preconceito em relação à sua própria deficiência. Os dados foram obtidos por meio de um questionário. Ao final da pesquisa, constatou-se que de um modo geral, o deficiente sente preconceito em relação à deficiência. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
The objective of this study is to apprehend if one person with deficiency admit and manifest a prejudice in concern to own deficiency. Analyze how historically the concept of deficiency was constructed like a way to establishment of prejudice, pointing as this construction establishing look for the deficient as a being incapable and without responsibility, endowed just of rights. Examines yet the various modes of manifestation of deficiency prejudice. Based in this characterization, in a second time, of empirical character, we conduct a comparative analysis between groups of deaf people, physical deficient, mentally deficient and blind people to check if is possible recognize, in speech of this people, if they feel prejudice regarding their own deficiency. The data were obtained through of a questionnaire. In the end of search, we found in general, that the deficient feel prejudice regarding a deficiency.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, 2008.
Aparece nas coleções:FE - Mestrado em Educação (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.