Skip navigation
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6322
Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_PauloCesarCFernandes.pdf705,83 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Título: As origens do Espiritismo no Brasil : razão, cultura e resistência no início de uma experiência (1850-1914)
Outros títulos: The Origins of Spiritism in Brazil : dialogue, reason and resistance in the beginning of an experience (1850-1914)
Autor(es): Fernandes, Paulo César da Conceição
Orientador(es): Santos, Eurico Antônio Gonzalez Cursino dos
Assunto: Sociologia
História
Sociologia da religião
Sociologia do conhecimento
Espiritismo
Religião e sociologia
Data de publicação: Mai-2008
Referência: FERNANDES, Paulo César da Conceição. As origens do Espiritismo no Brasil: razão, cultura e resistência no início de uma experiência (1850-1914). 2008. 139 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Resumo: O espiritismo é uma doutrina surgida na França durante o século XIX. Seus principais postulados são: a imortalidade da alma, a possibilidade de nos comunicarmos com os “mortos” e a reencarnação. Foi exposta pela primeira vez por “Allan Kardec”, pseudônimo do pedagogo lionês Hippolyte-Léon Denizard Rivail, que seria o principal responsável por sua divulgação e também autor de obras sobre o tema. Depois de uma história conturbada em solo europeu, devido ao caráter controverso de seus conceitos, o espiritismo chegou ao nosso país e aqui se fixou em rápida propagação. O objetivo desta pesquisa é entender a relação entre essa doutrina e o Brasil expressa no conjunto de algumas conseqüências sócioculturais que emanaram das origens desse contato. Procura-se compreender também o espiritismo qua talis, suas influências, sua história e principais conceitos. Busca-se assim responder algumas perguntas, que orientam este trabalho, como: O que é o espiritismo, qual é a sua história? Por que e por quem o espiritismo foi aqui recebido? Quais mudanças o espiritismo experimentou ao vir para cá, e ele contribuiu ou contribui de alguma forma para a cultura (religiosa) de nossa terra? Concluiu-se que ambos, o Brasil e o Espiritismo, acabaram por se influenciar mutuamente. Em alguns momentos, tais trocas não vieram de forma pacífica, e cada lado procurou apresentar suas “resistências” em meio ao “diálogo” que se estabelecia. Todavia, uma síntese se impôs, e o resultado é um espiritismo mais brasileiro e um Brasil que aprendeu a aceitar o espiritismo, em um processo que começou durante o século XIX, mas que se mostra presente até os nossos dias. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
Spiritism is a doctrine born in France during the XIX century. It has as key principles the immortality of the soul, the possibility of communication with the “dead” and reincarnation. Its first appearance came via the work of “Allan Kardec”, a pseudonym of the pedagogue from Lyon, Hippolyte-Léon Denizard Rivail, who is responsible for its divulgation and also the author of some books about the subject. After having a history of problems in Europe (because of some of its controversial concepts), Spiritism arrived here in Brazil and experienced a fast propagation. The objective of this research is to understand the relations between this doctrine and Brazil, relations which are expressed in socio-cultural characteristics that arose as a result of the contact of these two realities. We also search for comprehension of spiritism qua talis, its basis, history and most important fundaments, and to answer some questions that serve as guidelines for this work, such as: What is spiritism, and what is its history? Why did it come to Brazil and who welcomed it here? What sort of changes did spiritism face when it came to our country and what did it contribute to, or did it have any contribution for, our(religious) culture? In conclusion we can say that both Brazil and Spiritism influenced each other. Sometimes these mutual exchanges did not come in pacific ways and each side searched to show its “resistances” inside the “dialogue” established. However, a synthesis imposed itself, and the result that took place was a spiritism more Brazilian and a Brazil which learned to accept Spiritism, a process started in the XIX century but still present nowadays.
Informações adicionais: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2008.
Aparece nas coleções:SOL - Mestrado em Sociologia (Dissertações)

Mostrar registro completo do item Recomendar este item Visualizar estatísticas



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.