Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6268
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_SamuelEnriqueAstetePerez.pdf2,17 MBAdobe PDFView/Open
Title: Ecologia da onça-pintada nos parques nacionais Serra da Capivara e Serra das Confusões, Piauí
Authors: Astete Perez, Samuel Enrique
Orientador(es):: Marinho Filho, Jader Soares
Assunto:: Ecologia
Parques nacionais
Issue Date: 21-Dec-2010
Citation: PEREZ, Samuel Enrique Astete. Ecologia da onça-pintada nos parques nacionais Serra da Capivara e Serra das Confusões, Piauí. 2008. 106 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008.
Abstract: Este trabalho relata a primeira estimativa de densidade de onça-pintada no bioma semi-árido da Caatinga, o qual foi realizado no Parque Nacional Serra da Capivara. Foi adotada uma metodologia originalmente desenvolvida para tigres na Índia e atualmente também usada com onça-pintada, a qual consiste no uso de armadilhas-fotográficas para individualizar os animais pelas suas marcas de pelagem naturais. Combinado com o uso de modelos de marcação/recaptura, foi possível de calcular a abundância de onças-pintadas na área amostrada. Uma amostragem com armadilhas-fotográficas de dois meses e meio resultou numa estimativa de abundância de 14 ± 3,6 onças-pintadas. O modelo populacional que estimou a abundância foi o Modelo Comportamental M(b). A taxa de fêmeas para machos foi de 1:1,4 e a porcentagem de onças melânicas (pretas) foi de 23%. A área amostrada efetiva foi de 524 km², usando o buffer HMMDM. A estimativa de densidade foi de 2,67 ± 1,0 onças/100 km², um resultado que é maior do que em outros biomas brasileiros. A armadilha-fotográfica provou ser uma metodologia custo-efetiva para amostrar a população de onças-pintadas. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT
This paper reports the first jaguar density estimation in the semi-arid Caatinga biome in Brazil, which was done in the Serra da Capivara National Park. The authors adapted a methodology originally developed for tigers in India and currently used with jaguars, which consist in the use of camera traps to individualize jaguars through their distinct natural pelage mark. Combined with mark/recapture models, it was possible to calculate the jaguar abundance in the sampled area. A two and a half month camera trap sampling resulted in an abundance estimate of 14 ± 3.6 jaguars. The populational model that estimates the abundance was the Behavioural Model M(b). The rate from females to males was 1:1.45 and the percent of melanic (black) jaguars was 23%. The effective sampled area was 524 km², using the HMMDM buffer. The density estimate was 2.67 ± 1 jaguars/100 km², a result that is greater than those found in other Brazilian biomes. Camera trapping proved to be a cost-effective methodology to sample the jaguar population.
Description: Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências biológicas, Programa de Pós-graduação em Biologia Animal, 2008.
Appears in Collections:IB - Mestrado em Biologia Animal (Dissertações)

Show full item record Recommend this item " class="statisticsLink btn btn-primary" href="/handle/10482/6268/statistics">



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.